Em maio, homicídios caem 33,9% no estado de Sergipe e registra uma redução de 7,3% de casos

junho 08 09:33 2022

 

O mês de maio desse ano encerrou com uma redução de 33,9% no número de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da Secretaria da Segurança Pública (SSP). O resultado positivo é fruto da integração entre as polícias Civil e Militar, junto à Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp).

De acordo com os dados da CEACrim, da SSP, enquanto que no quinto mês de 2021 ocorreram 56 homicídios, o mês de maio de 2022 contabilizou 37 ocorrências em todo o estado de Sergipe. Em comparativo entre os cinco meses iniciais de 2021 e de 2022, a queda foi de 7,3%. De janeiro a maio do ano passado foram 262 casos, enquanto que no mesmo período deste ano foram contabilizadas 243 ocorrências. Uma redução de 7,3%.

Os dados de maio quebram uma tendência de aumento apresentada no começo de 2022, já que janeiro contabilizou um aumento de 16,3% nos casos na comparação com 2021.

Segundo o levantamento feito pela CEACrim, em janeiro de 2021 foram 49 homicídios, número que apresentou leve alta para 57 ocorrências no mesmo período em 2022. Em fevereiro de 2021, foram 56 crimes que reduziram para 46 registros, no segundo mês deste ano. No mês de março do ano passado, foram 59 casos, número que se manteve estável em 58 ocorrências em março de 2022.

Ainda conforme os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal, enquanto que no mês de abril do ano passado foram contabilizados 42 homicídios no estado de Sergipe, o quarto mês deste ano encerrou com o registro de 45 ocorrências. Já no mês de maio, que marcou a redução de 33,9% entre o ano passado e este ano, o número de homicídios passou de 56 para 37 casos.

Trabalho integrado

O secretário de Segurança Pública, João Eloy de Menezes, atribuiu a redução ao trabalho integrado das forças de segurança que estão atuando diariamente nas ruas e nas unidades policiais e periciais de Sergipe. “Estamos sempre atentos às demandas da nossa população e constantemente fazemos o mapeamento da mancha criminal para podermos traçar estratégias de combate à criminalidade em todo o Estado”, enfatizou.

Fonte SSP

  Editoria: