Em audiência na Alese, pesquisador do Ipea revela aumento dos crimes de ódio

Em audiência na Alese, pesquisador do Ipea revela aumento dos crimes de ódio
setembro 27 15:01 2019 Imprimir Conteúdo

O economista Daniel Ricardo de Castro Cerqueira, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), enfatizou quando da participação no debate sobre o Atlas da Violência 2019, realizado pelo deputado Iran Barbosa (PT), na manhã desta sexta-feira, 27 no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, que o amento dos homicídios no Brasil tem aumentado os crimes de ódio. Somente contra pessoas negras, o aumento foi de 33% e 1.206 vitimas de feminicídio.

“O que a gente verificou nos últimos anos até 2017, que houve um crescimento dos homicídios no Brasil de forma agregada, no entanto esse crescimento tem sido muito concentrado no Norte e Nordeste por conta de uma guerra muito acirrada do controle do tráfico de drogas, que começa na rota do Solimões, no Acre e passa pelo Amazonas e Pará, chegando até os estados do Nordeste, quando a droga é exportada nos países da Europa”, informa.

O pesquisador disse ser preocupante o aumento de crimes a exemplo do feminicídio, a violência contra a população LGBTI e a violência com viés racial. “Não é novidade a violência contra negros, mulheres, jovens que não têm sequer ensino fundamental e a população LGBTI. Infelizmente continuamos nessa trajetória de uma seletividade nessas mortes”, lamenta.

Segundo ele, o Atlas da Violência é elaborado com dados oficiais do Ministério da Saúde para fazer um diagnóstico, uma radiografia da violência no Brasil, nos estados e municípios. “Além disso, a gente olha essa radiografia e baseada no conhecimento acumulado na academia científica, a gente faz uma discussão de políticas públicas sobre o que funciona ou não”, explica.

Por Aldaci de Souza – Rede Alese

Foto: Jadilson Simões

  Editoria: