EducAju auxilia alunos e professores na recuperação da educação pós-pandemia

abril 25 14:32 2022

 

Através do ensino de qualidade é possível garantir cidadania para a população, crescimento econômico da cidade e transformação social. Preocupada com essa questão, principalmente após o período de pandemia, a Prefeitura de Aracaju, em parceria com a Associação Bem Comum, está disponibilizando para alunos e professores do 1ª ao 5º ano do Ensino Fundamental um programa voltado para a educação básica do município: o EducAju.

Por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o programa está entregando para a rede de ensino um novo material pedagógico. Com ele, será possível complementar o conteúdo já disponibilizado pelo material didático que existe nas escolas. O foco é buscar recuperar o déficit de aprendizado provocado pelo período de ensino remoto, garantindo conhecimento igualitário em suas respectivas séries de ensino.

Ao todo, 49.987 cadernos estão sendo entregues para os estudantes do Ensino Fundamental menor, sendo eles de Língua Portuguesa, de Matemática e de Fluência Leitora, além de um caderno extra direcionado aos estudantes que apresentam mais dificuldades que outros.

“Diante dos resultados que tivemos com o IDEB, das avaliações do Saese e do próprio diagnóstico da rede no ano passado, já temos conhecimento sobre a necessidade de um acompanhamento mais próximo e de uma ação mais efetiva. Somada à questão da pandemia, o problema se agravou, então a secretaria tinha que elaborar algumas estratégias para fazer a recomposição dessa aprendizagem e estamos correndo atrás do prejuízo”, relata a coordenadora municipal do EducAju, Patrícia Tavares.

Formação dos professores

Os professores da rede que receberam o material pedagógico do EducAju contam com uma formação que acontece mensalmente. Durante as reuniões formativas, são explicadas técnicas de alfabetização e letramento para que as crianças possam obter melhora no desenvolvimento da língua falada e escrita, e também no raciocínio matemático.

“São possibilidades de aprender técnicas diferenciadas, com o suporte do material estruturado, unindo teoria à prática. Além disso, a formação também dá suporte ao professor quando ele tem dúvidas e precisa oferecer atendimento especializado para crianças que precisam de uma atenção ou de técnicas mais específicas”, explica Maria Matos, uma das formadoras do programa.

Beneficiada pela formação, a pedagoga Géssika Marcelino considera que o EducAju ajudará nos avanços da educação no município. “Gostei muito do material, complementa o que a gente já tinha, mas esse está mais próximo à realidade dos alunos. Quando retornamos para escola, percebemos um déficit muito grande no aprendizado, então esse conteúdo do Educaju veio para ajudar bastante, dando suporte nesse pós-pandemia”, avalia.

Parceria

De acordo com o coordenador de Ensino Fundamental da Semed, Evilson Nunes, todo o programa recebe acompanhamento tanto da secretaria como da própria associação Bem Comum, com a finalidade de melhorar os indicadores de qualidade de ensino da rede municipal.

“O município de Aracaju firmou essa parceria com a associação Bem Comum, que é também financiada pela Fundação Lemann. A associação faz um acompanhamento do nosso trabalho, está sempre em diálogo conosco, os cadernos são produzidos pelo Liceu Educacional, que é uma instituição de Sobral, no Ceará, e os direitos deles são cedidos para o município para que nós possamos fazer a reprodução e distribuição deles entre os alunos e a formação dos professores”, detalha Evilson.

Fonte e foto Secom Aracaju

  Editoria: