Educação volta a dialogar com o Sintese e esclarece novas ações

Educação volta a dialogar com o Sintese e esclarece novas ações
novembro 16 15:18 2020 Imprimir Conteúdo

 

O superintendente executivo da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), professor José Ricardo de Santana, representando o secretário Josué Modesto dos Passos Subrinho, se reuniu nesta segunda-feira, 16, com integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese), a fim de apresentar e esclarecer informações acerca da primeira fase do retorno às aulas presenciais, programada para as partir do dia 17 de novembro, quando voltam os alunos dos terceiros anos, concludentes da Educação Profissional e matriculados no programa Pré-Universitário (Preuni).

Na oportunidade, o professor José Ricardo, que esteve acompanhado da diretora do Departamento de Educação da Seduc (DED), professora Ana Lúcia Lima Muricy, explanou sobre a continuidade e a adesão das ferramentas para apoiar os professores e alunos durante as aulas não presenciais. Segundo ele, apesar dos tempos desafiadores, é importante manter o diálogo entre as partes envolvidas no processo educacional, sobretudo na manutenção das aulas não presenciais e retomada das atividades.

Ainda foi pauta do encontro virtual a questão dos recursos do Profim-Pandemia, direcionado às escolas para aquisição de insumos e materiais para garantir a biossegurança no retorno às atividades; Infraestrutura das escolas que retornarão nos próximos dias; testagem por amostragem para a Covid-19 em alunos, servidores e professores da rede pública; contratação de professores substitutos e executores de serviços básicos; ações em torno da busca ativa escolar, a fim de evitar a evasão dos alunos nesse período, entre outros assuntos.

Outro ponto levantado na reunião diz respeito ao acesso à internet e fornecimento de dados móveis. O superintendente da Seduc informou que o Governo do Estado já lançou a chamada pública visando o credenciamento de todas as empresas especializadas para prestação de serviços técnicos e provimento de internet móvel no modelo de internet patrocinada – cobrança reversa – a fim garantir, de forma complementar, o acesso sem custo, disponibilizado diretamente nos chips dos estudantes e professores.

Informações e foto ASN

  Editoria: