Eduardo Amorim afirma que não admitirá obras inacabadas e inúmeros aditivos

Eduardo Amorim afirma que não admitirá obras inacabadas e inúmeros aditivos
setembro 18 14:24 2018 Imprimir Conteúdo

Nesta terça-feira, 18, o primeiro compromisso da agenda do candidato ao Governo do Estado, Eduardo Amorim (PSDB), foi no município de Itabaiana, sua terra natal. O candidato concedeu entrevista à emissora de rádio FM Itabaiana, onde pediu a oportunidade de colocar em prática os compromissos firmados em seu plano de governo para proporcionar aos sergipanos um Estado mais digno e comprometido com a população.

Eduardo Amorim destacou que, como médico, tem o dever de transformar a Saúde Pública de Sergipe em referência para o país. “A dor do outro me incomoda, principalmente quando é causado por quem deveria cuidar. Se Sergipe fosse um paciente, estaria em coma por falta de compromisso do atual governo. Por isso, peço aos sergipanos a oportunidade de mudar essa realidade. Eu sei o que fazer, só preciso do instrumento, quer é o mandato”, afirmou.

Entre as ações para a Saúde, o candidato pontou a construção do Centro de Diagnósticos por Imagem e do Hospital de Ortopedia, além do Hospital do Câncer de Sergipe que, segundo ele, teria um custo bem menor do que o anunciado pelo governador para funcionar.

“O Hospital do Câncer só custaria R$ 30 milhões por mês nesse governo que superfatura tudo. Porto Velho mantem um Hospital de Câncer com cerca de 120 leitos com um custo mensal de R$ 6 milhões mensais, com prevenção, tratamento, ensino e pesquisa. Condições de manter o Hospital do Câncer nós temos, o que está faltando é compromisso com a vida”, salientou.

Eduardo também falou sobre os tomógrafos adquiridos pelo governo estadual há mais de um ano. “O que foi trazido para o Hospital Regional de Itabaiana só foi colocado em fase de testes depois que colocamos um vídeo em nossas redes sociais denunciando que não estava funcionando. Mas o que disseram que vai para Nossa Senhora da Glória ainda não está funcionando. Não tem sequer previsão de quando será instalado”, destacou.

Infraestrutura

No tocante à infraestrutura, o candidato criticou a quantidade de obras inacabadas e outras com inúmeros aditivos como vem acontecendo no atual governo. “A rodovia que ligaria Itabaiana a Itaporanga é um exemplo dessas obras inacabadas, e olhe que é uma obra do Proinvest, ou seja, têm recursos garantidos. Mais uma promessa não cumprida por esse desgoverno que não tem responsabilidade com os recursos públicos”, ressaltou.

“Em nosso governo, não admitirei obra inacabada nem com inúmeros aditivos. Isso é um prejuízo e desrespeito ao, que paga tantos impostos”, completou. Um dos compromissos de Eduardo é a recuperação das rodovias estaduais. “Vamos revitalizar o DER com máquinas, veículos e equipamentos, além de comprar usinas de asfalto para colocar em diferentes regiões do estado e consertar nossas rodovias que estão abandonadas. A rodovia Itabaiana-Lagarto nem acostamento tem. Vamos cobrar do Governo Federal a conclusão da duplicação da BR-101 e que duplique a BR-235”, detalhou.

Esporte, Turismo e Juventude

Ainda na entrevista, Eduardo Amorim criticou a politização da Secretaria de Turismo. “Virou cabide de emprego para apadrinhados políticos. Isso é até destaque hoje na imprensa. Não há compromisso com uma área tão importante para a economia, que gera emprego e renda, considerada uma indústria sem chaminé”, disse.

O candidato a governador garantiu que o critério para escolha do secretariado será técnico. “Para fortalecer as ações de cada pasta. Vamos fomentar o Turismo. Temos pontos para explorar, entre eles Canindé, a Foz do Rio São Francisco, São Cristóvão (e outras cidades históricas). Criaremos uma política de divulgação no nosso potencial turístico para atrair visitantes e girar a economia do nosso estado”, afirmou.

Para finalizar a entrevista, Eduardo destacou o que pretende fazer pela juventude. “Vamos continuar incentivando o esporte e as filarmônicas como meio de oportunidade para os jovens. Enquanto parlamentar, sempre destinamos emendas para estes dois segmentos, recursos que possibilitaram a estruturação das filarmônicas e a reforma e construção de estádios e quadra poliesportivas em diversos municípios. Teremos compromisso com a nossa juventude”, ressaltou.

Indústria e Comércio

“Vamos fortalecer os dois setores. Contarei com a experiência do meu vice, Ivan Leite, que entende bem dessa área. Por meio de incentivos fiscais, atrairemos novas empresas para gerar emprego e renda. A tributação será justa, menos burocracia e mais transparente. O Banese será um fomentador, não será privatizado”, finalizou Eduardo Amorim.

ASSESSORIA DO PSDB SERGIPE

  Editoria: