Edirani presta BO sobre confusão; Dr. Gilberto diz que foi vitima de extorsão

Edirani presta BO sobre confusão; Dr. Gilberto diz que foi vitima de extorsão
dezembro 18 15:41 2019 Imprimir Conteúdo

Uma briga ocorrida no último final de semana na cidade de Nossa Senhora das Dores, envolvendo o ex-presidente do Hospital de Crurgia, médico Gilberto Santos, pai do prefeito do município, Thiago Santos e o representante comercial José Edirani, terminou com os dois feridos, um registro de boletim de ocorrência e uma denúncia de tentativa de extorsão.

Nesta quarta-feira (18) o delegado Marcos Garcia, concedeu entrevista aos radialistas George Magalhães e Cláudio Salviano, no Jornal da Fan, segunda edição e relatou que o caso foi registrado na delegacia daquele município, e que José Ediranir teria ido à delegacia, registrar a ocorrência, porém preferiu não prestar queixa contra Dr. Gilberto.

O delegado relatou que o representante comercial esteve na delegacia acompanhando de sua advogada e informou que Edirani apenas noticiou o fato, “mas ele preferiu não representa-lo e eu já intimei o Dr. Gilberto e ele vai estar aqui na sexta-feira”, explicou Dr. Marcos Garcia.

Ao ser questionado sobre a possibilidade da confusão ter sido uma tentativa de extorsão, o delegado disse que “nós já temos um outro procedimento instaurado por difamação, temos aqui algumas provas que José Ediranir havia postado nas redes sociais alguns fator ofensivos a esposa de Dr. Gilberto, a Dra. Eliane, pelo foto de que parece-me que ela é uma pré-candidata a prefeitura, algo nesse sentido e o José Ediranir junto com alguns outros indivíduos haviam feitos algumas publicações ofensivas. Ela esteve na delegacia, noticiou este fato e nós instauramos um procedimento para investigar”, disse o delegado.

O delegado contou ainda que o médico Gilberto Santos também compareceu à delegacia onde informou que “havia sido extorquido, digamos assim, pelo José Ediranir, que havia feito uma afirmação para um conhecido de Dr. Gilberto, solicitando que só assim deixaria de atacar a esposa de Dr. Gilberto nos grupos das redes sociais dos quais ele fazia parte, ou seja, uma tentativa de extorsão, segundo o Dr. Gilberto. Só que nós ouvimos essa testemunha e ela não confirmou isso. Então esse procedimento permanece em trâmite aqui na delegacia e nós estamos aguardando novas informações, para que a gente possa encaminhar a justiça”, contou Dr. Márcio Garcia.

 

 

  Editoria: