Drª. Quinô Cristina receberá Título de Cidadania Estanciana nesta quarta-feira

maio 09 11:38 2022

 

No próximo dia 11 deste mês, quarta-feira, a partir das 18h, a médica, Drª Quinô Cristina dos Santos, esposa do ex-vereador e professor, José Domingos Machado, o Dominguinhos do PT, estará recebendo na Câmara de Vereadores de Estância, o Título de Cidadania Estanciana. A Tribuna Cultural, através do seu editor, radialista e jornalista Magno de Jesus, parabeniza a Drª Quinô pelo seu trabalho, reconhecimento do Parlamento Estanciano e por ser a mais nova filha de Estância.

QUINÔ CRISTINA DOS SANTOS

Nasceu no município de Porto da Folha, no dia 08 de maio de 1984, reta final da Ditadura Militar (1964-1985). Aos três anos de idade, foi com seus pais morar no Assentamento Barra da Onça, em Poço Redondo. É “Buraqueira da gema”, conforme a tradição sertaneja.

É a única mulher de uma prole de sete filhos do casal Antônio dos Santos (trabalhador rural) e Luzia Matias dos Santos (parteira). Desde muito cedo teve que trabalhar para ajudar na criação e no sustento de seus irmãos, sobretudo os mais novos.

Fez as primeiras letras com a professora Maria José, na Escola Padre Cícero, numa sala multisseriada na referida comunidade. Nesse ínterim, dividia os dias entre a “escolinha”, as tarefas domésticas e a plantação de palmas, com o fito de alimentar o gado nas estações secas.

Apesar das enormes dificuldades cotidianas, encontrou forças e disposição na família e na comunidade para permanecer na escola e concluir o ensino fundamental, objetivando um dia realizar o sonho de estudar medicina.

Cursou o ensino médio no Colégio Estadual Justiniano de Melo e Silva, na cidade de Poço Redondo. Participou em seguida do Curso de História da Realidade Brasileira, a partir dos pensadores brasileiros, na Universidade Federal da Paraíba – UFPB.

Finalmente, por indicação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, realizou o grande sonho de menina pobre, cursou medicina na Escola Latino Americana de Medicina, em Cuba, entre 2006 a 2012. Concluiu o curso com sucesso, diga-se de passagem.

De volta ao Brasil, ficou de 2013 a 2014 sem exercer a profissão, pois seu diploma não era reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura – MEC. Nesse período, trabalhou na Casa Acolhedora de Poço Redondo, em Aracaju, como educadora na saúde, enquanto se preparava para o Processo de Revalidação de Diploma.

Com a criação do Programa Mais Médico, concebido na gestão da presidenta Dilma Vana Rousseff, em fevereiro de 2014, que tinha como finalidade atender aos lugares mais remotos e desassistidos do país, a médica Quinô Cristina se inscreveu e foi selecionada para o município de Santa Luzia do Itanhy.

Militante do MST, no sertão sergipano, quando chegou à região sul, acompanhada da colega Hellen Dias dos Santos, foi acolhida pelo companheiro e líder nacional do movimento, José Alberto dos Santos (Careca do MST), in memoriam.

O referido programa do Governo Federal permitia o exercício da medicina com o registro provisório do Ministério da Saúde, mas no mesmo ano revalidou o seu diploma, através do difícil e temível Exame Nacional de Revalidação – REVALIDA / Instituto Nacional de Educação e Pesquisa – INEP.

Recebeu o tão sonhado Diploma definitivo pela UFPB, num clima de grande emoção, e mesmo com o Conselho Regional de Medicina – CRM definitivo continuou no Programa Mais Médicos, por seis anos, de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2020.

Trabalhou no município de Pedrinhas de fevereiro a dezembro de 2020. Na Clínica Saúde Center, de 2017 a 2019. Na Cadeia Pública de Estância – CPE, de agosto de 2018 a setembro de 2021. Na Clínica Medcheck-up desde 2019; e no município de Estância, desde dezembro de 2020.

No período mais difícil e dramático da pandemia do Coronavírus (Covid-19), entre 2020 e 2021, Dra. Quinô Cristina dos Santos dedicou-se diária e integralmente à população estanciana, colocando-se na linha de frente e arriscando-se pessoalmente, para salvar preciosas vidas. Um exemplo de compromisso e amor ao próximo.

Profissional atenta e devotada, percebeu que a pandemia tem deixado nos seus pacientes um rastro de sequelas psicológicas. Pensando nisso, resolveu aprofundar o tema. Resultado: atualmente está cursando Pós-graduação em Psiquiatria, pelo Instituto Brasileiro de Ciências Médicas – IBCMED (Porto Alegre -RS).

Radicada em nossa cidade, é casada com o professor e ex-vereador José Domingos Machado Soares (Dominguinhos). É mãe da pequena Maria Joana. Admirada e respeitada por todos e todas que gozam da sua amizade e generosidade.

Na condição de mulher e médica humanista utiliza a sua profissão cotidianamente para servir, sobretudo aos mais humildes e necessitados, fazendo a diferença por onde tem passado: Santa Luzia do Itanhi, Pedrinhas, Estância, Porto da Folha e seu “bem querer”, Poço Redondo.

A Tribuna Cultural

Por Magno de Jesus

  Editoria: