Dois funcionários da Prefeitura de Canindé do São Francisco sofrem assédio moral publicamente

Dois funcionários da Prefeitura de Canindé do São Francisco sofrem assédio moral publicamente
junho 21 05:40 2022

Dois funcionários da Prefeitura de Canindé de São Francisco, todos são do quadro de comissionados, sofreram assédio moral, passando constrangimento público. O Prefeito Weldo Mariano já tem conhecimento e os mesmos aguardam as providencias que ele deve tomar.

O Diretor da funcionária pensa em pedir demissão e já comunicou ao Prefeito Weldo.

Em um caso o assédio aconteceu com uma funcionária em pleno exercício do trabalho na festa de São João quando recebeu uma bronca que foi ouvida nitidamente por várias pessoas que qualificaram o caso como absurdo, ridículo, prepotência do autor e covardia pelo colega de trabalho que não tem autoridade sobre a profissional que exercia seu trabalho tentando realizar da melhor forma. No segundo caso, a chefe da pasta desferiu contra o membro de sua equipe o que ele classificou, no entendimento dele, por ser chamado de incompetente e o mesmo retribuiu afirmando que não admitia e levou o caso ao Prefeito Weldo Mariano. Em todos os casos citados, houve testemunhas.

Uma fonte ligada ao Prefeito afirmou que Weldo não aprova e nem aceita esse tipo de tratamento e comportamento em sua gestão, seja por parte de quem for e que ele – Weldo – pode “ate” tomar providências […].  Os dois casos aguardam o que Weldo fará e, pelo menos um, pode ir para as instancias judiciais e acabar em processo.

Um desses está passando por recuperação de AVC facial e não está bem com a situação. Já a outra teve crise emocional e obteve serviço por home oficce pelo chefe que ainda não pode fazer nada sobre o assunto.

Bom exemplo que já ocorreu na gestão de Weldo

Recentemente, em um dos setores da gestão do Prefeito Weldo Mariano, um funcionário reclamou ao seu Diretor que os colegas estavam promovendo brincadeiras que ele já não suportava. O chefe então conversou e proibiu a continuidade ou demitiria os envolvidos e hoje o clima é de total respeito na equipe. Eis um exemplo.

Abaixo estão listados sete casos de assédio moral pelo advogado Alan Manoel:

1- Forçar a pedir demissão

2- Metas abusivas

3- Apelidos pejorativos, xingamentos e tratar mal

4- Não passar nenhum trabalho

5- Reclamar de tudo o que a pessoa faz, sem motivo

6- Excluir e ignorar o funcionário

7- Impedir que a pessoa exerça seus direitos

8- Quando uma situação pode ser considerada como assédio moral no trabalho?

Foi solicitado ao site que não divulgasse os nomes até o posicionamento do Prefeito e todos aguardam justiça por parte dele.

Por Adeval Marques

  Editoria: