“Depressão é causa direta para o suicídio”, afirma psicólogo

“Depressão é causa direta para o suicídio”, afirma psicólogo
setembro 17 14:39 2018 Imprimir Conteúdo

Profissional atenta para causas e ressalta importância do Setembro Amarelo

Por: Suzy Guimarães

Prevenir o suicídio é o principal objetivo do Setembro Amarelo, uma campanha nacional fruto de uma parceria entre o Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). No entanto, para resolver o problema é preciso compreender as causas. “Precisamos entender que quem ameaça se matar, na verdade, está pedindo ajuda. Essa pessoa não deseja morrer, mas não sabe como evitar o ato”, afirma o professor doutor em Psicologia da UNINASSAU Aracaju, Matheus Batalha.

Segundo ele, o Setembro Amarelo é fundamental para orientar a população sobre as causas, sintomas e mitos que giram em torno do suicídio. “Não há estereotipo de suicidas. Nem sempre aqueles que anunciam que desejam desistir da vida, vão se matar. Pode ser que uma pessoa que nunca tenha tido um abalo decida se suicidar”, observa.

O professor atentou que em algumas famílias onde já ocorreram suicídios, podem haver outros casos similares. “Os fatores de risco que podem levar ao suicídio começam quase sempre por conta da depressão e desânimo pela vida. Há pessoas que lutam anos a fio contra esses sintomas”, atentou o psicólogo completando,” a depressão profunda leva ao isolamento total”.

“Como lidar com o sofrimento todo dia? Só sabe quem está vivendo essa realidade. Há pessoas que se matam no início da depressão, outros não”, observou Matheus. Ainda segundo ele, “tudo é muito relativo e o Setembro Amarelo é de grande importância para educar as pessoas e que, ao invés de criticar, busquem soluções para o problema”, finalizou.

 

 

  Editoria: