Defesa Civil Estadual divulga novo balanço dos impactos das chuvas

julho 13 07:05 2019 Imprimir Conteúdo

 

Até o momento, foram registradas 809 pessoas desabrigadas em 12 município

Ao final da manhã desta sexta-feira, 12 de julho, a Defesa Civil Estadual divulgou um novo balanço da situação dos impactos das chuvas no Estado. As equipes das forças de segurança do governo de Sergipe seguem mobilizadas, atuando em parceria com os municípios, para atender a população atingida, monitorar áreas de risco e minimizar os efeitos das chuvas, que superaram a média esperada para todo o mês de julho, em apenas cinco dias.

Até o momento, foram registradas 809 pessoas desabrigadas em 12 municípios – sendo consideradas desabrigadas pessoas que tiveram que deixar suas casas e encontram-se sob a responsabilidade do poder público, seja através de abrigamento ou do pagamento de aluguel social. Os dois municípios com maior número de desabrigados são Riachuelo (311) e Aracaju (220). Além deles, foram registrados pelas coordenadorias municipais de Defesa Civil e prefeituras, 40 desabrigados em São Cristóvão, 03 em Estância, 39 em Nossa Senhora do Socorro, 18 em Lagarto, 40 em Indiaroba, 16 em Japaratuba, 50 em Laranjeiras, 12 em Umbaúba, 20 em Maruim e 40 em Carmópolis.

Em se tratando de desalojados [pessoas que deixaram suas residências e estão nas casas de familiares ou amigos], foram identificadas 672 pessoas em 05 municípios: Aracaju (600); Japaratuba (60); Lagarto (04); Carmópolis (04), Santa Rosa de Lima (04). No total, 28 casas foram destruídas e outras 71 foram danificadas, além das que foram interditadas por se encontrarem em áreas de risco.

Não se identificou, até o momento, a ocorrência de feridos, mas há 03 pessoas desaparecidas nos municípios de Porto da Folha, Itaporanga e Riachuelo – que, até o momento, foi o único município que formalizou decreto de Estado de Emergência por 30 dias, embora outros municípios já tenham indicado intenção de fazê-lo. A Defesa Civil Estadual aguarda mais informações dos municípios que seguem concluindo o levantamento dos números de ocorrências nas suas localidades.

Foto Defesa Civil

 

  Editoria: