Defesa Civil de Aracaju conclui a capacitação para formação do Nudec Porto Dantas

Defesa Civil de Aracaju conclui a capacitação para formação do Nudec Porto Dantas
abril 01 08:25 2018 Imprimir Conteúdo

A Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através da Defesa Civil de Aracaju, finalizou a capacitação para voluntários do núcleo Comunitário de Defesa Civil – Nudec Porto Dantas. Com o encerramento desta programação, chega ao fim a primeira etapa de formação de Núcleos Comunitários, em Aracaju.

No Porto Dantas, bairro que sofre com os impactos das chuvas, foram seis encontros ao todo, sendo cinco na sala de aula e um dia de caminhada pelos locais indicados pelos próprios moradores. Já no último encontro, realizado nesta quarta-feira, foram entregues os certificados de conclusão, após a explanação realizada pelo coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Sílvio Prado, sobre a importância, funções e o impacto da atuação do Nudec e da própria Defesa Civil.

“Hoje pudemos passar aos moradores informações sobre as patologias básicas possíveis de encontrar nas edificações e casas, para que eles possam identificar situações de emergências nessas áreas de risco”, explicou o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, o major Sílvio Prado.

Rita de Cássia Santana Barbosa, moradora do Porto Dantas há 25 anos, conta sobre a tensão durante o período de chuva, quando as águas descem do Coqueiral e alagam as casas. Ela fala sobre os benefícios proporcionados pela capacitação para auxiliar na redução de transtornos. “Mesmo que não seja a solução de todos os problemas, este já é um meio para encontrar uma solução. A união faz a força. É importante a participação de todos”, avaliou.

Com o encerramento deste primeiro ciclo de formação de Nudecs, no primeiro semestre de 2018, o coordenador da Defesa Civil comemora os resultados. “Até aqui três núcleos foram formados, sendo contemplados os bairros com maior número de ocorrências, durante as chuvas do ano passado. As formações foram realizadas no Jabotiana, Cidade Nova e Porto Dantas. Conseguimos concluir antes da chegada das chuvas mais intensas. A sensação é de dever cumprido”, concluiu Sílvio Prado.

Foto: Raphael Faria

AAN

  Editoria: