Defensores da Alegria realizam Natal Solidário para dezenas de crianças carentes

Defensores da Alegria realizam Natal Solidário para dezenas de crianças carentes
dezembro 23 15:13 2019 Imprimir Conteúdo

A maior gratidão é o sorriso e alegria das crianças. Foi com esse sentimento que os defensores públicos do Núcleo da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública do Estado, Andreza Tavares, Daniel Faria, Karine Neri e Paulo Cirino, realizaram o Natal Solidário do projeto Defensores da Alegria para crianças assistidas pela Comunidade Católica Shalom, no Bairro Soledade, em Aracaju. A festa, que contou com o apoio da Associação dos Defensores Públicos do Estado (Adpese), aconteceu no Salão Nossa Senhora da Soledade.

As crianças contaram com uma tarde de muitas brincadeiras com a Tia Mel, se divertiram nos brinquedos, lancharam, receberam presentes e ainda se emocionaram com a presença do Papai Noel Defensor, encenado pelo defensor público-geral, Leó Neto. Na oportunidade, foram distribuídas cartilhas sobre o que é a Defensoria e os direitos e deveres de crianças e adolescentes, como também cestas básicas para 23 famílias.

“Os melhores momentos são feitos de pequenos gestos de solidariedade. O Defensores da Alegria é um projeto que visa levar alegria e diversão, por isso, fazemos o possível para proporcionar todos os anos esses momentos únicos, afinal, muitos deles sequer têm a oportunidade de ter um dia como esse. O nosso maior presente é olhar para os rostinhos deles e ver o quanto estão felizes e alegres, o que nos deixa muito emocionados e com um sentimento de gratidão por fazer parte desse projeto”, descreve Andreza Tavares.

“Estava muito ansiosa com a chegada do Papai Noel. Ganhei presentes e brinquei muito. Gostei de tudo na festa e estou muito feliz”,  declarou Ana Júlia.

Para a missionária da Comunidade Católica Shalom, Viviane Barbosa de Oliveira, a ação proporciona interação entre as crianças. “O que percebemos é que essas crianças vêm tendo a infância roubada. Para elas, uma tarde de brincadeiras e descontração às vezes exige algo mais ou não sabem se comportar no sentido de brincar e ser criança. Eventos como esse proporcionam interação uns com os outros, que é muito importante para o desenvolvimento. Há crianças que vivem em situação de grande conflito dentro de casa e esse é o único momento que elas têm para sorrir e ser criança. Sem a Defensoria, não teríamos como proporcionar esse dia especial”, pontuou.

Para a dona de casa, Fernanda Silva, o Defensores da Alegria beneficia não só as crianças, mas também a família. “É uma iniciativa que deixa não só os nossos filhos felizes, mas também nós que somos os pais, afinal, a felicidade deles é a nossa. Foi uma festa organizada e bonita. Só temos a agradecer à Defensoria e a comunidade Shalom”, destacou.

“Foi tudo maravilhoso. O nosso maior presente é ver nossos filhos felizes, e foi isso que presenciamos na festa. Agradeço à Defensoria por essa tarde de muita alegria para todos nós”, enalteceu a dona de casa Tamires de Jesus Santos.

Por Débora Matos

Foto Ascom DPESE

  Editoria: