Coronavírus: Valdevan Noventa destina para saúde R$ 35 milhões em emendas

março 25 16:14 2020 Imprimir Conteúdo

Em meio à crise de coronavírus (Covid-19), o deputado federal Valdevan Noventa (PSC-SE) comunicou um investimento de R$ 2 milhões, que serão executados pelo Governo de Sergipe, para o enfrentamento à pandemia. Desde o início do mandato, Noventa priorizou a atenção à Saúde dos sergipanos com um investimento de R$ 35 milhões, sendo que R$ 17 milhões já em uso pelas prefeituras.
“Todas as prefeituras sergipanas irão receber recursos provenientes das nossas emendas. Mesmo antes dessa pandemia estourar no Brasil, nós já tínhamos destinado, pois consideramos que a Saúde sempre será prioridade. As prefeituras de Aracaju, Estância, Itabaiana, Arauá e Umbaúba, por exemplo, receberam recursos para ampliar serviços de prevenção em seus postos de Saúde”, disse Valdevan.
O reconhecimento do estado de calamidade pública no País em decorrência da Covid-19 permitiu ao governo autorizar a liberação do montante integral de emendas parlamentares impositivas individuais e da bancada estadual. Serão investidos R$ 8 bilhões para reforçar essa epidemia em todo o Brasil.
Segundo o Valdevan Noventa, os recursos podem ser utilizados para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), específicos para os profissionais de saúde que lidam diretamente com os pacientes acometidos pelo vírus; aquisição de equipamentos para UTIs como respiradores mecânicos e demais equipamentos que favoreçam a melhora do paciente com o novo coronavírus.
“Com esse investimento em Saúde a nossa intenção é reduzir o número de caso em Sergipe. Queremos acreditar que os sergipanos estão seguindo as orientações das autoridades de Saúde, como permanecer em casa e manter a higienização das mãos, por exemplo”, reafirmou Valdevan.
No mundo são 375 mil casos; já no Brasil, até o fechamento desta matéria, os casos confirmados chegavam a 2.276 e em Sergipe há 15 confirmações. “Nosso mandato estará à disposição para atender a qualquer demanda das autoridades da Saúde. Ressalto que essa responsabilidade é de todos, pois o vírus é muito perigoso. Não desejamos que mais pessoas percam suas vidas. É tempo de agir”, disse Valdevan.
Fonte e foto assessoria

  Editoria: