Cope, PF e PC/BA desarticulam grupo responsável por roubos a bancos e tráfico

Cope, PF e PC/BA desarticulam grupo responsável por roubos a bancos e tráfico
outubro 09 16:48 2018 Imprimir Conteúdo

Cope, PC da Bahia e Polícia Federal desarticulam grupo responsável por roubos a bancos, tráfico de drogas e homicídios

Homens que morreram eram investigados por tentativa de explosão de caixas eletrônicos em Umbaúba, em maio deste ano

O Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), em operação conjunta com a Polícia Civil da Bahia e a Polícia Federal, deflagrou operação que desarticulou uma associação criminosa responsável por assaltos a bancos, roubo de veículos, tráfico de drogas e homicídios em cidades do interior baiano e sergipano. Na ação quatro acusados foram localizados e armas municiadas foram apreendidas.

A operação foi deflagrada nas cidades de Catu e Entre Rios, no interior da Bahia. A ação policial teve início no sábado, 6, quando um dos integrantes do grupo, identificado como Alvanir Jacson Silva dos Santos, conhecido como “Van” ou “Dom”, foi localizado. O primeiro envolvido a ser encontrado também era acusado da autoria de um latrocínio ocorrido em Mata de São João, também no interior baiano.

Na ação policial, Alvanir Jacson entrou em conflito com as equipes, foi atingido e não resistiu aos ferimentos, morrendo no local. Com ele, foram encontrados e apreendidos além da arma, veículos roubados. As investigações prosseguiram e resultaram na deflagração da outra etapa da operação, a qual chegou até os outros três integrantes da associação criminosa, nas primeiras horas da segunda-feira, 8.

As equipes receberam a informação de que o líder do grupo e outros dois acusados estavam a caminho de Salvador e tinham conseguido passar por um bloqueio no interior baiano. Em uma rodovia baiana, o táxi onde os três integrantes do grupo estavam foi interceptado. O trio entrou em conflito com as equipes, foram atingidos, socorridos, mas também morreram no local. O taxista não possui envolvimento com o grupo e não sofreu ferimentos.

“Nós recebemos informações que estaria ocorrendo a fuga pelo estado da Bahia. De imediato entramos em contato com os policiais da Bahia, que no dia seguinte à explosão localizaram o carro na propriedade do ‘Índio’, deixando claro seu envolvimento no crime. Após isso, nós intensificamos as investigações, resultando nessas duas ações e na retirada desses quatro indivíduos de circulação”, destacou o delegado Dernival Eloi, direitor do Cope, durante coletiva realizada na manhã desta terça-feira, 09, na sede da referida unidade da Polícia Civil.

Dos três acusados localizados nesta segunda-feira, dois já foram identificados como Joselito da Conceição Soares, conhecido como “Índio”, líder da associação criminosa; Leonardo Nepomuceno Souza, o “Pequeno”. O terceiro homem era conhecido como “Manicômio”.

Com o grupo foram apreendidos três pistolas calibres 38, 40 e 380, municiadas e com numeração raspada; além de dois cordões de detonação de explosivos com espoletas. Após perícia e verificação das imagens das câmeras de vigilância do local, foi visualizado um veículo modelo Gol, da cor branca, que foi utilizado no crime.

“Em Sergipe, essa associação criminosa foi responsável pela explosão a uma agência bancária ocorrida no mês de maio, no município de Umbaúba”, finalizou o delegado.

  Editoria: