Conselheiros do TCE prestam homenagens ao ex-governador João Alves

Conselheiros do TCE prestam homenagens ao ex-governador João Alves
novembro 26 13:51 2020 Imprimir Conteúdo

O colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) lamentou no Pleno desta quinta-feira, 26, o falecimento do ex-governador João Alves Filho e registrou sua contribuição para o desenvolvimento de Sergipe.

“Foi um grande homem público, que muito trabalhou pelo nosso Estado e deixou seu nome marcado na história”, disse o conselheiro-presidente, Luiz Augusto Ribeiro, ao propor voto de pesar seguido de imediato pelos demais conselheiros.

A começar pelo decano, Carlos Alberto Sobral, que descreveu João como uma “brilhante figura, fundamental no firmamento de Sergipe”. Ele comentou que o ex-governador deixou realizações perenes, a exemplo da ponte que liga Aracaju ao município de Barra dos Coqueiros.

Já o conselheiro Carlos Pinna ressaltou que João “tinha o trabalho como uma forma de viver bem”. “Era uma pessoa extremamente humana e profundamente preocupada com o bem estar dos cidadãos de Sergipe e de todos que o cercavam”, observou Pinna.

As benfeitorias proporcionadas ao sertão sergipano nas gestões do ex-governador foram lembradas pelo conselheiro Ulices Andrade. “O sertanejo não esquecerá João Alves jamais”, afirmou Ulices, ao lembrar, entre outras ações, da instalação de energia elétrica e de abastecimento de água em diversas localidades sertanejas.

“Ao meu ver ele não se despede, pois está imortalizado em qualquer lugar deste Estado”, acrescentou a conselheira Susana Azevedo, em referência às obras erguidas nos governos de João Alves. “Foi um visionário, que nasceu para isso, para trabalhar por Sergipe e melhorar as condições de vida dos sergipanos”, concluiu.

A conselheira Angélica Guimarães também citou legados como a Orla de Atalaia e o Teatro Tobias Barreto e fez referência ao período em que João ganhou projeção nacional e veio a ser ministro do Interior (1987-1990). “Ele sempre estava junto se o benefício fosse levar melhorias para as comunidades mais carentes do Estado”, registrou.

O conselheiro Flávio Conceição citou algumas passagens que lhe marcaram no convívio com o ex-governador e que “atestam suas qualidades como homem público”: “Tratava-se de um apaixonado pela engenharia civil, pela defesa intransigente de Sergipe e dos seus ideais. João Alves Filho é o maior homem público que o Estado de Sergipe produziu”.

Por fim, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luis Alberto Meneses, se somou às colocações. “Ele faleceu fisicamente, porém, basta que percorramos o interior ou a capital e veremos a presença dele em tantas obras e realizações que fez”.

Por DICOM/TCE

  Editoria: