Confrontos suspeitos

Confrontos suspeitos
setembro 25 08:21 2019 Imprimir Conteúdo

Dia sim outro também, suspeitos de praticarem crimes em Sergipe são fuzilados pela Polícia. A explicação para tantos óbitos é que os acusados reagiram à voz de prisão, atirando primeiro contra os policiais. É deveras muito estranho que a ousadia dos bandidos tenha aumentado de forma considerável nos últimos anos. Não se pretende aqui levantar suspeição contra ninguém, contudo não se pode esquecer os recados dirigidos à bandidagem pela cúpula da Polícia. Outro dia, o comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, deu o seguinte conselho à bandidagem: “Seja honesto ou saia de Sergipe”. Não se defende que nossos valentes policiais enfrentem criminosos frios e sanguinários com balas de hortelã, mas alguém precisa investigar melhor estes anunciados enfrentamentos, até para por fim às suspeitas de que há execuções. Refém da criminalidade, a sociedade exige uma resposta dura da Segurança Pública, porém não pode concordar com o olho por olho, dente por dente da lei de talião. Cruzes!

Expondo miséria

E o secretário estadual da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, estará hoje na Assembleia Legislativa. Vai apresentar o balanço do primeiro quadrimestre deste ano. Como seus antecessores, Queiroz deve expor para os deputados um quadro sombrio sobre as finanças do estado. Nem precisa dizer que, diante da quebradeira do governo, está terminantemente proibido falar sobre reajuste salarial para os servidores. Só Jesus na causa!

A força do QI

Um conselho a quem está procurando um emprego público: cerque-se de um bom padrinho. Exemplos disso são a ex-deputada estadual Sílvia Fontes (PDT), Maurício Soares de Sousa Nogueira e Yasmin Barreto Déda Chagas. Os três felizardos são contratados do Tribunal de Contas de Sergipe com salários superiores a R$ 14 mil, R$ 10 mil e R$ 9 mil. Sílvia vem a ser esposa do deputado federal Fábio Henrique (PDT, enquanto Maurício e Yasmin são, respectivamente, filhos queridos do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), e do saudoso ex-governador Marcelo Déda (PT). Viram como vale o QI de Quem Indica vale em Sergipe? Homem, vôte!

Bajulação

E a Assembleia vai entregar ao vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), a Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar. Embora nunca tenha feito nada por Sergipe, o militar de pijama será bajulado com a maior honraria do Legislativo sergipano. A adulação ao vice-presidente está marcada para o próximo dia 4, no plenário da Assembleia. Marminino!

Conta gotas

O governo de Sergipe começa a pagar a folha salarial deste mês na próxima segunda-feira. Neste dia, recebe quem ganha até R$ 3 mil, além do pessoal da Educação, Ipesaúde, Sergipeprevidência, Segrase, Agrese e servidores lotados em escolas da Secretaria da Educação, do Esporte e da Cultura. Quem tem salário acima de R$ 3 mil só colocará a grana no bolso no distante dia 11 de outubro. Arre égua!

Júri de Lampião

Virgulino Ferreira da Silva, o “Lampião”, será julgado ano que vem, em data ainda a ser marcada. Um seminário agendado para Piranhas (AL) vai julgar se o lendário cangaceiro foi herói ou bandido. O júri será composto por promotores, juízes, advogados e historiadores, aos quais serão apresentadas as versões, casos e opiniões sobre Lampião, assassinado pela polícia alagoana, em 1938, no sertão sergipano. Vixe!

Cara de metrópole

Aracaju começa a ganhar fisionomia de metrópole. Maior exemplo disso é o grande congestionamento de veículos instalado na avenida Beira Mar. Dizem as más línguas que, após o enorme “sucesso” do engarrafamento, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) vai importar outros problemas urbanos vividos pelas cidades grandes, para que Aracaju deixe definitivamente pra trás a cara de província. Misericórdia!

Agora vai!

E o deputado federal Valdevan Noventa (PSC) anuncia que está trabalhando para o não fechamento da sede administrativa Petrobras em Aracaju. O parlamentar lamenta que o governo federal tenha esquecido a função social da petrolífera, privilegiando interesses privados e momentâneos. Valdevan ressalta, inclusive, a função estratégica da Petrobras tanto do ponto de vista social e econômico, quanto militar. Danôsse!

Toma lá, da cá

Enquanto o senador Alessandro Vieira (Cidadania) recusa cargos federais para fugir da pecha do “toma lá, dá cá”, o deputado federal Sérgio Reis (MDB) não se acanha de indicar afilhados para o governo Bolsonaro (PSL). A última indicação do emedebista foi a de Udo Gabriel Vasconcelos Silva para comandar o Incra em Sergipe. O deputado federal Gustinho Ribeiro (SD) também indicou a tia Luiza Carvalho Ribeiro para dirigir a Funasa no estado. E assim caminha a humanidade!

Vão às urnas

O jovem Hyago França deve ser reeleito, hoje, presidente do Confiança. O pleito terá duas chapas, porém são ínfimas as chances de vitória do opositor Sérgio Melo. Hyago virou o favorito após o time proletário ter conquistado uma vaga na Série B do Campeonato Brasileiro. A diretoria eleita vai administrar o Dragão do bairro Industrial de 2020 a 2023. Ah, bom!

Recorte de jornal

A Tribuna, em 30 de dezembro de 1931.

  Editoria: