Como fazer uma gestão financeira pessoal eficiente, explica gestor e consultor

março 15 12:11 2021 Imprimir Conteúdo

Entender como funcionam as suas finanças e definir os objetivos financeiros é o primeiro passo para implementar um bom planejamento financeiro pessoal que, para além do controle de gastos, é uma ferramenta importante para alcançar objetivos e realizar sonhos em curto, médio e longo prazo.

Com pós graduação em Finanças e Mestrado em Controladoria, além de experiência de mais de 20 anos na área financeira como gestor e consultor,  Luis Carlos Beltrami, Pró Reitor de Marketing, Vendas e Relacionamento da Universidade Tiradentes, diz que existem quatro dimensões que precisam ser trabalhadas para uma gestão financeira pessoal eficiente.

A primeira é o Mindset e a construção de uma mentalidade voltada para gestão do dinheiro. “É importante a discussão sobre dinheiro nos lares, a educação financeira para nossos filhos desde pequenos, bem como o estudo persistente e organizado sobre o dinheiro, por meio de cursos, notícias, sites, dentre outros”, exemplifica.

A segunda, passa pelo controle eficiente da gestão dos gastos e a dica é aproveitar as opções gratuitas de apps que podem ajudar nessa questão. A sugestão de Beltrami é o ‘Minhas Economias’. No app é possível lançar todos os gastos realizados e depois fazer análises, para checar onde efetivamente é possível cortar ou reduzir os valores. A terceira é pensar em aumento das receitas, seja no trabalho atual por meio de promoções ou gerando novas fontes de renda.

“A quarta dimensão é pesquisar sobre investimentos inteligentes. O dinheiro economizado deve ser revertido na construção de um portfólio inteligente que possa financiar nossos sonhos”, ressalta.

Como cortar gastos

Cortar gastos para reduzir as dívidas nem sempre é uma tarefa fácil, mas segundo Beltrami após a análise criteriosa entre como está sendo gasto e o que se ganha, é possível fazer escolhas inteligentes que permitam equilibrar as contas, sem perder a qualidade de vida.

“Avaliar a real necessidade de pagamento de mensalidades em serviços como Streaming, despesas recorrentes como comer fora de casa constantemente, tarifas bancárias, gasolina, dentre outros. Para cada gasto podemos utilizar formas de reduzir o seu impacto no orçamento, como, por exemplo, utilizar serviços de cashback ao abastecer nossos veículos, em que é possível obter  um retorno de 10% do gasto; utilizar serviços gratuitos na conta bancária, reduzindo o valor das mensalidades, por  meio do PIX; procurar sempre comprar à vista, solicitando os devidos descontos; evitar a utilização de serviços bancários como empréstimos e financiamentos, cujos juros no Brasil são exorbitantes”, orienta.

Investimentos mais eficientes

Os investimentos seguem uma lógica de risco x retorno, ou seja, investimentos com maiores retornos tendem a ser mais arriscados. Para o iniciante, uma ótima dica, conforme Beltrami, é investir em ativos financeiros de renda fixa (exemplo do Tesouro Direto) que possuem remuneração melhor que a poupança e são isentos de Imposto de Renda-IR, caso o resgate seja feito no vencimento.

“Outra excelente opção é a aquisição de títulos de Fundos Imobiliários (FII´s), que podem render dividendos mensais isentos também do IR. Por fim, é importante a aprendizagem e o investimento em ativos de renda variável como as ações. Atualmente, todos estes investimentos podem ser feitos com pequenos aportes, dando a possibilidade a qualquer pessoa poupar e ver seus investimentos crescerem ao longo do tempo, já que os juros compostos agem em nosso favor nesse caso”, sugere.

Como aumentar a receita

O aumento da receita passa pela necessidade de empreender ou ter uma segunda fonte de renda. As possibilidades passam pela criação de uma loja virtual grátis em um magazine, com os brechós virtuais estão em alta vender roupas usadas é outra opção, além disso, criar e vender cursos na Udemy, trabalhar como redator no Meu Redator, dentre outros.

Outra forma de aumentar receita é solicitar um aumento salarial, o que nem sempre é fácil, mesmo para profissionais mais experientes. Um dos argumentos para convencer o chefe e garantir um upgrade nos rendimentos é investir em formação sólida e atualizações constantes, essenciais para manter a produtividade alta. Segundo pesquisa da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp), após a conclusão do ensino superior os alunos egressos têm um aumento de renda mensal da ordem de 182%.

“Além da reconhecida qualidade acadêmica que irá garantir uma excelente formação, a Unit disponibiliza várias formas de impulsionar os negócios ou sua carreira, como o próprio Unit Carreiras. Por meio desse serviço da Unit, os alunos poderão melhorar os Soft skills e de temas da empregabilidade, como por exemplo, elaborar um currículo ou como participar de entrevistas de empregos, além da possibilidade de participar de seleções para empregos e estágios em grandes empresas de Sergipe.  Temos ainda o Seguro Educacional Gratuito, que pode quitar as mensalidades do semestre corrente em caso de perda de emprego, por exemplo. Adicionalmente, temos o FIEF, financiamento exclusivo da Unit em que o aluno paga apenas 50% da mensalidade, financiando sem juros 50% das mensalidades no dobro do tempo do seu curso”, informa.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: