Com mais de 5 mil atendimentos realizados, Serviço de Apoio Psicológico permanece ativo

janeiro 07 16:27 2021 Imprimir Conteúdo

Em alusão à campanha do Janeiro Branco, a saúde mental sempre ganha destaque nesse período, mas diante da realidade de pandemia vivida em todo o mundo, há cerca de um ano, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), oferta, desde abril de 2020, o Serviço de Apoio Psicológico Remoto. A estratégia tem se mostrado fundamental nesse processo e vem auxiliando os aracajuanos a enfrentar os tempos difíceis. Entre abril e dezembro do ano passado foram 5.056 atendimentos realizados.
“Foram atendimentos realizados e registrados pelos psicólogos, de pessoas que acessaram o serviço. Mas também temos o registro das pessoas acompanhadas de forma mais longitudinal, ou seja, aquelas pessoas que ligaram e estavam com alguma necessidade ou demanda de saúde um pouco mais delicada. Nesse trabalho de busca ativa, até o final de dezembro, foram 370 pessoas acompanhadas, dentre as quais, 122 foram encaminhadas pelo MonitorAju e 73 pelo Núcleo de Prevenção a Violências e Agravos (Nupeva). Nesses casos são pessoas que tentaram suicídio, pessoas em luto por perdas pela covid-19, ou ainda pessoas suspeitas ou confirmadas com a covid”, explica a Apoiadora Institucional da Rede de Atenção Psicossocial, Mairla Protázio.
O fluxo desses encaminhamentos acontece a partir do primeiro contato telefônico realizado pelas psicólogas, que têm como objetivo prestar um primeiro cuidado psicológico. Após essa busca ativa, esse paciente é direcionado para o serviço de saúde que mais se adequa à demanda daquela pessoa.
O paciente pode ser encaminhado para atendimento na Unidade Básica de Saúde mais próxima, ou ainda para o Caps [Centro de Atenção Psicossocial] da região ou o mais próximo, caso se trate de um transtorno mental mais grave, que necessite da avaliação presencial de uma equipe multiprofissional em saúde mental, como médico psiquiatra, psicólogo, assim como também a urgência mental ou os outros equipamentos da assistência social.
Atendimento remoto
Ao lançar o Serviço de Apoio Psicológico Remoto, logo no início da pandemia na capital, a Prefeitura teve e mantém como proposta tornar o serviço canal e suporte de apoio emocional nesse momento de crise sanitária. A iniciativa, inclusive, segue as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que sugere atendimentos específicos de saúde mental para a população, entendendo que acontecem muitos episódios de sofrimento e de transtornos mentais diante de um acontecimento nessa proporção.
“O serviço continua funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Ao ligar pelo 0800 729-3534, na opção dois, o usuário é atendido imediatamente por um psicólogo. O objetivo do trabalho desses profissionais é acolher e ouvir as pessoas que ligam espontaneamente, que desejam alguma orientação, ou mesmo um diálogo com algum profissional de saúde especializado em saúde mental”, ressalta Mairla Protázio.
fonte e foto assessoria
  Editoria: