“Com Lula voltaremos a dar dignidade de um salário mínimo valorizado”, afirma Rogério

maio 10 05:52 2022

 

O que os sergipanos sentem ao ir ao supermercado foi constatado em cálculos de especialistas. O salário mínimo, pela primeira vez, desde a implantação do Plano Real (1994), tem uma desvalorização que o deixa valendo menos que no início do governo Bolsonaro. Além disso, a população vê a possibilidade de o preço de alimentos e demais produtos subir ainda mais com o aumento do óleo diesel, de 8,87%, autorizado pela Petrobras e que começa a valer hoje, dia 10.

De acordo com o senador e pré-candidato a governo de Sergipe Rogério Carvalho (PT), as pessoas têm sentido isso no bolso e a desvalorização do mínimo corrói ainda mais seu poder de compra.

“O governo Bolsonaro é uma catástrofe para os trabalhadores. O salário mínimo perdeu quase 2% do seu poder de compra. Já com Lula, o aumento real foi de cerca de 58%. Esta é a diferença”, disse.

Rogério Carvalho destaca que o aumento do óleo diesel vai impactar no preço dos alimentos e em tudo que as pessoas consomem, o que dificulta ainda mais ter comida na mesa.

Segundo o Departamento de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o custo da cesta básica em Aracaju teve alta de 17,42% nos últimos 12 meses, bem acima da inflação, que já ultrapassa os 11%.

“São medidas cruéis que diminuem a renda dos trabalhadores. Por isso, o sentimento de angústia toma conta. Eu sei o que é dificuldade. Não é fácil ir ao supermercado e não poder comprar o mínimo”, afirmou.

No Senado, Rogério Carvalho apresentou proposta com o objetivo de apontar o caminho para baixar os preços dos combustíveis, com o apoio de Lula. A proposta ainda não seguiu adiante pela falta de interesse do governo Bolsonaro e seus apoiadores. Ele lamentou que ainda haja pré-candidatos que compactuam com toda essa situação, ao estar ao lado de Bolsonaro e apoiar seu governo.

“Esconder ou escolher o Bolsonaro é uma ação política na defesa dos próprios interesses. Nós escolhemos estar ao lado do povo com Lula”, finalizou Rogério.

Foto: Janaína Santos

Por Edjane Oliveira

  Editoria: