“Cinco presidentes e uma obra inacabada”, diz José Carlos Machado

“Cinco presidentes e uma obra inacabada”, diz José Carlos Machado
junho 22 14:07 2022

Cinco presidentes passaram pelo Palácio do Planalto e não conseguiram finalizar a obra do trecho norte da BR-101. Essa obra que foi iniciada em 1997, no governo de Fernando Henrique Cardoso (FHC), perdura há 25 anos e ainda não possui previsão de finalização. Assim, se torna a duplicação mais longa das rodovias brasileiras, com aproximadamente 25 anos de obras.

Segundo análise de dados do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), desde o ano de 2017 até o ano de 2021, foram aplicados uma média de 42 milhões de reais por ano nas obras da BR-101 em Sergipe. “As obras que estão sendo realizadas desde 2017 são recursos que constam na lei orçamentária do Governo Federal, colocadas por iniciativa do próprio governo. Isso significa que a bancada parlamentar de Sergipe, desde 2017, não colocou nenhuma emenda no orçamento para que as obras fossem finalizadas, o que acho um absurdo”, relata o pré-candidato a deputado estadual, Machado.

Ainda sobre a análise de dados, vale ressaltar que a média de investimentos no governo de Temer foi de 18 milhões por ano, enquanto que no governo de Bolsonaro a média subiu para 54 milhões. “Para que as obras do trecho norte sejam concluídas, faltam cerca de 220 milhões, mas o DNIT só dispõe esse ano de 13 milhões de reais para essas obras, e de onde vai sair o restante? Da bancada parlamentar? De suplementação orçamentária? Se for depender apenas do Governo Federal, com a média de dados que foram apresentados, vão levar 5 anos ou mais, sendo otimista”, finaliza Machado.

  Editoria: