Centro POP garante direito à cidadania à população em situação de rua

março 29 06:26 2022

Localizado na rua Laranjeiras, no Centro, o Centro Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) atende uma média diária de 180 pessoas que vivem em situação de rua em Aracaju.

O Centro POP, gerido pela Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria da Assistência Social, funciona de segunda à sexta-feira das 7h às 17h, e disponibiliza uma série de serviços básicos essenciais para essa população, como a oferta de um local para higiene pessoal e de objetos particulares, bem como para o auxílio na emissão de documentos que garantem cidadania e direitos sociais.

Porta aberta para todos aqueles que necessitam de assistência e atenção, o Centro POP garante acolhimento à população, oferecendo abrigo e alimentação, além de cuidados psicossociais e auxílio para reinserir essas pessoas na sociedade, como explica o coordenador da unidade, Edilberto Rodrigues Filho.

“O usuário tem total acesso à unidade, um local que é um espaço de acolhida e de vivência e convivência desse público, então o POP faz com que as relações humanas também possam ser mais estreitadas. Temos uma equipe de educadores e técnicos que desenvolvem projetos voltados para o público infantojuvenil, são coisas bem gratificantes para nós que também trabalhamos na confecção de currículos, no cadastramento em sites de recrutamento, toda uma preparação para reinserir essa população na sociedade”, pontua.

O coordenador destaca que o Centro POP atende a população de diversas localidades, seja de Sergipe ou de outros estados, oferecendo acolhimento, inclusive, para aqueles que são até mesmo de outros países.

“A gente recebe muitos transeuntes de outros estados, principalmente Alagoas, Pernambuco e Bahia, além do fato de que, atualmente, por conta da pandemia, recebemos um número muito grande de pessoas vindas do Ceará, um fenômeno atípico. Há também pessoas que são artistas de rua que vêm de outros países, sendo na maioria argentinos, chilenos e uruguaios”, detalha.

Aqueles que utilizam o Centro POP aprovam os serviços ofertados no local, pois avaliam que o acolhimento na unidade transformou suas vidas, facilitando o acesso a benefícios sociais e políticas públicas de inclusão que garantem direitos básicos essenciais. Arivan de Jesus, por exemplo, utiliza os serviços do Centro há cerca de dois anos e reconhece a importância do trabalho realizado pela Assistência Social de Aracaju.

“Desde que frequento o Centro POP muita coisa mudou na minha vida, pois facilitou a retirada de documentos que eu havia perdido, tomo meu café da manhã todos os dias, recebo meu ticket para almoçar todos os dias também. É um abrigo para todos aqueles que querem vir. Eu fiquei sabendo do Centro através de um colega de rua que me falou a respeito, explicando que aqui podemos tomar banho, comer e receber outros atendimentos, então eu comecei a vir e depois desse dia não parei mais. Aqui é o lugar onde sempre posso contar com ajuda”, diz.

Há seis meses, Carolaine Santos tornou-se usuária do Centro POP e revelou que através dele pôde passar a ter acesso a banho, uma boa alimentação e apoio social que lhe garantiu a manutenção do recebimento de auxílio do Governo Federal.

“Eu fiquei sabendo do Centro através de colegas e então passei a frequentar o local. Aqui é bom porque ajuda as pessoas a emitir aqueles documentos que não temos, a tomar banho, aqui dão alimento para aqueles que não têm e moram na rua. Assim que cheguei aqui eu fui bem recebida, adquiri toda a documentação que ainda não tinha e me ajudaram ainda com meu Bolsa Família. Se não fosse pelo Centro POP eu não teria nada disso. Sou do interior e aqui consegui suporte, tenho um lugar para lavar minhas roupas, tomar meu banho, realizar minhas tarefas”, salienta.

Edson Ferreira, de 47 anos, é frequentador assíduo do Centro e observa que os serviços ofertados no local são importantes. “O atendimento do Centro POP é ótimo e é um dever preservar esse lugar, não só quem trabalha aqui, mas quem assim como eu utiliza regularmente os serviços que o Centro oferece. Trabalho com reciclagem e utilizo o POP há anos, para poder tomar banho, quando preciso lavar roupas, ou quando eu preciso de alguma peça de roupa ou sapato, assim como se eu precisar até mesmo de um copo de água quando estou com sede”, ressalta.

Foto Danilo França

  Editoria: