Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher oferece exame de estereotaxia

Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher oferece exame de estereotaxia
maio 25 15:29 2022

 

A Secretaria de Estado da Saúde, através do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism), oferece serviço de estereotaxia para pacientes reguladas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O exame é uma biópsia guiada pela mamografia, realizada em equipamento de última geração que possibilita imagens em 2D e avaliação tridimensional (3D).

“Nós hoje conseguimos fazer uma média de 500 exames por mês. O que tínhamos antes deste equipamento de última geração, era a biópsia guiada pela ultrassonografia. Agora, o aparelho faz uma mamografia digital com imagens de alta qualidade  que possibilitam ao laudista fazer diagnósticos precisos. Dessa forma, reduzimos a possibilidade de falso negativo ou positivo, este equipamento foi um plus para o Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher”, compartilha a gerente assistencial do Caism, Zaira Moura.

Sergipe é o segundo estado do Nordeste com um equipamento desse porte, essa tecnologia está em funcionamento há três meses na unidade estadual. De acordo com Zaira, o equipamento, além do exame de estereotaxia, possui outras importantes vantagens. “É um aparelho com baixíssima dosagem de radiação, diferente dos anteriores. Além disso, funciona em rede otimizando os processos, oportuniza maior precisão e redução do tempo no fornecimento do laudo, desse modo, conseguimos dar o diagnóstico e encaminhar essa paciente para tratamento. Todo o serviço ganha celeridade, isso é o que interessa para nós, pois, podemos ter um melhor desfecho para nossas pacientes”, relata a gerente.

Para ter acesso ao exame de estereotaxia e demais serviços do Caism, é necessário um encaminhamento via complexo regulatório. A porta de entrada são as Unidades Básicas de Saúde (UBS), segundo explica a representante do Caism. “O centro disponibiliza um quantitativo de atendimentos, distribuído via complexo regulatório para as unidades básicas de saúde do estado. O médico que está atendendo nas UBS, caso identifique a necessidade, solicita o exame e há o encaminhamento aqui para o CAISM. A gente recebe essa paciente regulada e faz o exame, se houver uma alteração no resultado diagnóstico, fazemos a busca ativa dessa paciente e aqui no CAISM ela passa pelo médico mastologia. Em seguida, fazemos encaminhamento para as unidades de tratamento que são o Hospital de Cirurgia e Hospital de Urgência de Sergipe – Governador João Alves Filho (Huse), explica Zaira Moura.

SES

Foto: Valter Sobrinho

  Editoria: