CDE-Sebrae/SE propõe abertura do mercado para egressos do exército

CDE-Sebrae/SE propõe abertura do mercado para egressos do exército
fevereiro 13 16:00 2019 Imprimir Conteúdo

 

Em iniciativa tomada Conselho Deliberativo Estadual do SEBRAE em Sergipe, um grupo de empresários definiu nesta terça-feira, 12, a construção de um projeto que visa a absorção de mão-de-obra egressa do Exército Brasileiro.

O presidente do CDE-SEBRAE/SE, Marco Aurélio Pinheiro, reconhece a capacidade desse público. “A proposta é absorver uma mão-de-obra qualificada. Egressos das Forças Armadas prestam serviço por até sete anos, época na qual têm a oportunidade de se qualificar, desenvolvem disciplina e exercício de liderança, tornando-os aptos a ocupar qualquer espaço no mercado de trabalho”, explicou.

Ao SEBRAE em Sergipe garantiu um papel importante nesse processo. Segundo Pinheiro, a entidade terá o papel de capacitar esses jovens para o empreendedorismo, que é importante para incentivar a livre iniciativa, ampliando o leque de oportunidades.

O resultado da reunião entre entidades definiu a criação de uma agenda conjunta com o 28 Batalhão de Caçadores, representantes do Exército Brasileiro em Sergipe, para que a ação possua os devidos direcionamentos. A reunião acontecerá no próximo dia 25.

Presenças

Participaram da reunião, além do presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE em Sergipe, Marco Aurélio Pinheiro, o superintendente do SEBRAE em Sergipe, Paulo do Eirado; Bruno França, da França Distribuidora; Juliano César, da FASOUTO; Brenno Barreto, da Casa do Panificador; Alex Garcês, da rede de Farmácias Apollo e da Rede Sergifar; Sandro Moura, do Grupo N&C; e representando a Viação Atalaia, Rayssa Cruz.

Foto assessoria

Por Marcos Rodrigues Meneses

  Editoria: