Cavalo selado

Cavalo selado
julho 14 07:59 2020 Imprimir Conteúdo

* Por Adiberto de Souza

Não se espantem se o mesmo cavalo selado que, em 2018, conduziu Alessandro Vieira (Cidadania) à uma cadeira no Senado, aparecer nas eleições deste ano em Aracaju. Inusitada por conta da pandemia, a próxima campanha eleitoral deve trazer várias surpresas nas urnas de 15 de novembro. Os candidatos majoritários que inovarem na disputa pela simpatia da sociedade terão mais chances de vitória. Não esqueçam que, em função da Covid-19, práticas eleitorais como comícios, apertos de mão e tapinhas nas costas, estão ultrapassadas. Isso quer dizer que quem não se adaptar ao novo normal estará em desvantagem. E é aí que aparece o misterioso cavalo selado, pronto para servir de montaria aquele ou aquela que melhor se adaptar ao novo jeito de fazer política. Quem viver, verá!

Contra a vida

Apesar dos constantes alertas dos cientistas sobre a propagação da Covid-19 em Sergipe, empresários insistem na abertura total do comércio e da indústria. Ontem, um pequeno grupo fez manifestação no centro de Aracaju, exigindo do governo que abra a economia geral. Alegam que as empresas estão indo à falência e que até os empregados querem correr o risco de morrer. Tomara que, em respeito à vida, o governador Belivaldo Chagas (PSB) prefira ouvir os profissionais de saúde. Marminino!

Luto

Entre tantas vítimas da Covid-19, duas mortes chamaram a atenção dos sergipanos no dia de ontem. O jovem médico Marco Antônio Campos Santana e o administrador João Bosco (Boiota) morreram de coronavírus. O profissional de saúde era filho do cirurgião-dentista Marco Santana e Boiota era servidor aposentado da Universidade Federal de Sergipe. Descansem em paz!

Tá no páreo

O advogado Henri Clay (Rede) confirmou ser pré-candidato a prefeito de Aracaju. Segundo ele, sua boa performance no embate pelo Senado, em 2018, o credencia para disputar os votos dos aracajuanos agora em 2020. No pleito passado, Henri Clay foi o segundo candidato a senador mais votado na capital. Entrevistado pela rádio Fan/FM, o causídico revelou que a direção nacional do Rede colocou a sua candidatura como uma das prioritárias no país. Então, tá!

Duas prioridades

Os prefeituráveis aracajuanos Almeida Lima (PRTB) e Danielle Garcia (Cidadania) foram citados, ontem, pela Folha de S. Paulo. Numa matéria sobre a arrumação dos partidos para eleições deste ano, o jornalão paulista revela que ambos estão entre os principais pré-candidatos dos dois partidos nas capitais. Diferentemente – ao menos a reportagem não cita – o PDT, o PT e o PSB não priorizaram seus prefeituráveis Edvaldo Nogueira, Márcio Macedo e Valadares Filho.  Mistéeeerio!

De mãe pra filho

O professor Alexis Pedrão é o pré-candidato do PSOL a prefeito de Aracaju. Advogado, o jovem prefeiturável tem três projetos: lutar para tirar o presidente Bolsonaro do governo, apresentar uma proposta dos setores populares para transformar Aracaju em uma cidade para a maioria, e eleger os primeiros mandatos do PSOL. Para quem não sabe, Alexis vem a ser filho da professora Sônia Meire, que disputou a prefeitura de Aracaju em 2016. Ah, bom!

Defesa dos milicos

Delegado de Polícia, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) saiu em apoio dos milicos. Ele acha que o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, agiu correto ao representar judicialmente o ministro Gilmar Mendes por agressão verbal ao Exército. O cidadanista afirma que Gilmar “abusa das suas prerrogativas de ministro do STF há muito tempo, ofendendo pessoas e instituições”. Segundo o senador, em um país sério Gilmar já teria sido afastado do Supremo via impeachment. Home vôte!

Portaria desagrada

E a direção do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Sergipe está contrariada com o comando Tribunal de Justiça. Tudo por causa de uma portaria do desembargador Osório Ramos Filho anunciando o retorno das atividades presenciais no TJ a partir do próximo dia 3. Segundo o Sindijus, diante do grande número de mortes causadas pela Covid-19, o Tribunal precisa manter o trabalho remoto por mais tempo. Crendeuspai!

Segue o líder

Depois que o deputado federal Valdevan Noventa (PSC) tomou café da manhã com o presidente Jair Bolsonaro, ficou mais claro porque ele abriu as porteiras de sua fazenda para uma festa de arromba, em plena pandemia. Apoiador ferrenho do inquilino do Planalto, um negacionista da Covid-19, Valdevan deve ter querido mostrar que também pensa como o líder. Difícil para o deputado será se explicar na Polícia, que investiga o funesto forrobodó sem máscara. Misericórdia!

Inimigo marítimo

A Petrobras tem 120 dias para apresentar um plano emergencial de erradicação do coral-sol, uma espécie exótica e nociva que vem se proliferando em águas sergipanas. A determinação é da Justiça Federal. Conhecido por sua cor, beleza e nocividade, o coral-sol é natural do Oceano Pacífico e teria chegado no litoral de Sergipe em cascos de navios petroleiros. Por se reproduzir rapidamente, a espécie é apontada como grande risco ao equilíbrio ambiental. Danôsse!

Orai por eles

O Museu da Gente Sergipano, em Aracaju, vai promover a 23º Missa do Cangaço. Marcado para às 17h do próximo dia 28, o ato religioso será transmitido pelo instagram e o youtube. Originalmente realizado no Monumento Natural Grota do Angico, em Poço Redondo, o evento deste ano foi cancelado por conta da pandemia. A Missa registrará os 82 anos da morte de “Lampião”, executado em 28 de julho de 1938, ao lado de sua esposa, Maria Bonita, e de seu bando, durante uma emboscada policial. Cruzes!

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Estado de Sergipe, em 28 de dezembro de 1934.

* É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: