Capitão Samuel defende a luta pela vida no Dia de Combate às Drogas

fevereiro 21 09:03 2021 Imprimir Conteúdo

O deputado Capitão Samuel Barreto (PSL) destacou o Dia Nacional de Combate às Drogas  comemorado neste sábado, 20. De acordo com ele, a data será de reflexão quanto à necessidade de se unir e trabalhar contra as drogas.

“Elas destroem as comunidades, as famílias e as pessoas. Já tivemos grandes campanhas contra o cigarro e hoje menos de 10% da população brasileira faz uso do cigarro. Essas campanhas deveríamos fazer em relação ao álcool e às outras drogas. Infelizmente não vem acontecendo, então o momento é de reflexão”, entende.

O parlamentar criticou as pessoas que insistem em discutir a liberação das drogas no Brasil. “Isso é um absurdo. Estamos vendo o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa defendendo a liberação das drogas, o que demonstra que ele não entende de segurança pública, não entende de saúde pública e nem do mal que as drogas fazem. Ele quer cobrar impostos e com isso criar hospitais pra cuidar dos drogados. Mas o problema das drogas é familiar, de relacionamento interno e de relacionamento comunitário. Pessoas políticas continuam com essa bandeira da liberação das drogas, sem sequer conhecer e estudar o assunto”, lamenta.

Batalhão da Restauração

O deputado que mantém há seis anos o Batalhão da Restauração (centro de recuperação de pessoas viciadas), o dia 20 de fevereiro é para alertar que a luta em favor da vida deve ser constante.

“Por trás dessa questão da liberação das drogas tem muita gente com dinheiro, investindo querendo ganhar em cima da desgraça da família brasileira. Enquanto parlamentar, nós continuamos com um trabalho gratuito no Batalhão da Restauração, acolhendo mais de 100 pessoas, entre homens e mulheres, salvando vidas e oferecendo um alívio às famílias sergipanas que nos procuram diariamente para acolher os seus filhos, pais, irmãos, esposas, que estão viciados”, garante

Capitão Samuel acrescentou que vem lutando há muitos anos em favor da vida e da família.

“No final do ano passado, o Batalhão da Restauração foi reconhecido como o melhor projeto de prevenção à violência do Estado de Sergipe, pelas instituições oficiais a exemplo da Polícia Militar e reconhecido por várias entidades como o maior projeto social de Sergipe. Eu fico muito feliz e nesse 20 de fevereiro eu transformo em luta para que mais pessoas possam se alertar e fazer um trabalho contra as drogas e não a favor”, enfatiza.

A Polícia Militar dispõe do telefone 190, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Já a Polícia Civil conta com o número 181, do Disque-Denúncia para que a população possa passar informações e contribuir com a diminuição do uso de drogas em Sergipe.

Por Aldaci de Souza

Foto: Divulgação SSP/SE

  Editoria: