Capitão Samuel concede medalha por bravura ao único PM da ativa amputado em Sergipe

Capitão Samuel concede medalha por bravura ao único PM da ativa amputado em Sergipe
dezembro 21 14:40 2020 Imprimir Conteúdo

Em função de um ato heroico, e, por entender o merecimento à referida honraria, o deputado estadual Capitão Samuel concedeu na manhã desta segunda-feira, 21, na Alese (Assembleia Legislativa de Sergipe) a Medalha do Mérito da Superação “Flávio Primo” ao Sgto Hémerson Tadeu Silva de Menezes.

A medalha do mérito da superação “Flavio Primo” tem o objetivo de homenagear os esforços prestados por pessoas que construíram e contribuem com o desenvolvimento de uma consciência de respeito e integração das pessoas com deficiência, mostrando que elas têm condições iguais às outras pessoas, desde que lhes sejam ofertadas as mesmas oportunidades.

Segundo o Sargento Hémerson Tadeu, é uma grande honra receber esta homenagem na casa do povo sergipano. “Agradeço muito ao deputado Capitão Samuel por esta honraria. O meu ato teve o único intuido de defender a população. O meliante vinha praticando vários assaltos na região, eu consegui detê-lo e com isso não coloca mais a vida de pessoas em risco”, declara.

Para Samuel o Sargento é muito merecedor das homenagens. “É o primeiro militar amputado da ativa da Polícia de Sergipe. Isto mostra que a instituição está se adequando aos novos tempos, onde um PM que poderia pedir reserva quer continuar servindo ao seu povo. Só por esta razão já era merecedor da honraria. Além disso, mesmo com a perna amputada, fez o seu dever de militar mesmo no seu momento de folga. Ele atendeu uma ocorrência e teve êxito, prendendo os elementos. A homenagem e o reconhecimento são merecidas, inclusive do governo do estado com a promoção por bravura e vamos lutar por isso”, ressalta.

História

No dia 24 de abril de 2019 sofreu um acidente de moto nas imediações da Praia Formosa, na Capital Sergipana, ficando entre “a vida e a morte”. Após mais de um mês internado, sofreu uma “amputação transfemural” (também conhecida como “amputação de coxa”, entre a articulação do quadril e o joelho)

Em menos de um ano do acidente, retornou as atividades policiais, porém, com algumas limitações e exercendo suas funções no setor administrativo.

Coincidentemente, no dia 03 de dezembro deste ano (Dia Internacional das Pessoas com Deficiência) nas imediações da rua Silvio Romero, no bairro Santo Antônio (na Cidade de Aracaju), o Sargento Tadeu estava conversando com amigos, quando avistou um cidadão correndo com uma arma em punho, efetuando um disparo em sua direção. De imediato, o Sargento Tadeu solicitou que o cidadão parasse (visando resguardar a integridade física de seus amigos e da população) e efetuou um disparo, atingindo a perna do indivíduo que caiu na calçada. Após a abordagem, o policial tirou o cinto do meliante e amarrou suas mãos, pegando a arma de fogo (calibre 38) usada pelo cidadão, onde, após análise, descobriu que houve dois disparos. Nesse ato, o referido Policial tomou as devidas providências, acionando o Samu e o Ciosp. Já na 3ª DM (Delegacia Metropolitana) descobriu que o meliante havia assaltado um casal nas mediações da rua Silvio Romero, e que a moto utilizada no ato ilícito era de uma das vítimas, sendo localizada no dia seguinte.

Por Anne Isabelle

Foto assessoria

  Editoria: