Capacitação de trabalhadores do transporte passa a incluir postura de combate ao assédio

Capacitação de trabalhadores do transporte passa a incluir postura de combate ao assédio
julho 25 13:26 2018 Imprimir Conteúdo

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), o Serviço Social do Transporte – SEST e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte – SENAT apresentaram à vereadora Kitty Lima (Rede) o caderno de estudo utilizado no treinamento dos profissionais que trabalham no setor do transporte, que passou a incluir capítulos de instrução aos motoristas e cobradores de ônibus sobre como proceder em casos de flagrante do abuso sexual e orientação às vítimas da violência, atendendo a Lei Municipal nº 5.012 de autoria da vereadora.

O Setransp, que já vinha desenvolvendo uma campanha de divulgação em cartazes e spots de rádio contra o abuso nos ônibus, irá afixar também adesivos no interior dos ônibus e terminais reforçando o combate com a informação do número de disque denúncia e disque emergência.

“Esses profissionais (do transporte) terão um papel importante no combate a violência sexual contra as mulheres no transporte público de Aracaju, que abrangerá tudo o que envolve esse tipo de crime, a exemplo da diferença do que é de fato o crime de abuso e importunação. Eles serão capacitados para saber como lidar nessas situações. Será uma somação de esforços para colocarmos um ponto final a esses abusos criminosos”, disse a vereadora, que estabeleceu através da lei medidas de prevenção e combate ao abuso sexual de mulheres nos meios de transporte coletivo.

Estiveram reunidos a diretora do Sest Senat, Danielle Queiroz, a Coordenadora de Desenvolvimento Profissional, Caroline Amorim, a Técnica de formação profissional, Bianca Lima, a vereadora Kitty Lima e sua assessoria, e a assessora de comunicação do Setransp, Raissa Cruz.

“Nas capacitações desenvolvidas pelo Sest Senat o trabalhador do transporte é treinado sobre temas importantes como prevenção aos acidentes de trânsito, como atender melhor a pessoa com deficiência e a pessoa idosa, então esse tema de combate ao abuso sexual é mais um importante fator para ser tratado no curso, e Aracaju estreia a inclusão desse assunto na capacitação”, destacou a diretora do Sest Senat Daniele Queiroz.

Por Raissa Cruz

Foto Fábio Linhares

  Editoria: