Canindé na pauta do TJ

Canindé na pauta do TJ
junho 12 08:43 2020 Imprimir Conteúdo

A gestão do prefeito Ednaldo da Farmácia (Progressistas) corre o risco de acabar este mês. É que o pedido de intervenção estadual no município de Canindé do São Francisco será julgado pelo Tribunal de Justiça na sessão plenária da próxima quarta-feira. Na ação em pauta, o Ministério Público alega ser necessário afastar o prefeito por 180 dias para sanar transtornos de ordem fiscal, contábil, administrativa, funcional e operacional na administração. A sessão do TJ que votará a intervenção terá uma grande coincidência: os desembargadores Luiz Mendonça e Diógenes Barreto eram, respectivamente, promotor e juiz de Canindé em 2001, quando a Justiça decretou intervenção naquele município, afastando a então prefeita Rosa Feitosa. Em 1995, o Judiciário já havia intervido na prefeitura canindeense, afastando a gestora Hortência Carvalho. Ambas renunciaram durante o processo. Caso sofra intervenção e não repita as duas ex-prefeitas, Ednaldo reassumirá a tempo de entregar a administração ao futuro prefeito de Canindé. Misericórdia!

Briga de foice

A prisão do vereador capelense Adaltro Sukita atiçou a briga entre os ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PSD) e Manoel Sukita. Após ter sido acusado de contribuir para a prisão do parlamentar, o pessedista partiu para o ataque: “Sukita fez escola. Depois dele, agora foi a vez de o irmão ir para a cadeia”. Ezequiel ainda chamou o adversário de o rei da ostentação: “Tudo o que ele toca até reluz, mas cheira mal porque é podre por dentro”. Cruzes!

Dois patrimônios

Nesta época de pandemia da Covid-19 a Assembleia aprovou dois projetos importantes para reforçar a autoestima dos sergipanos. Trata-se do reconhecimento como Patrimônio Cultural Imaterial de Sergipe do Festival da Mandioca, em Lagarto, e  da cachoeira de Macambira. Os deputados Ibrain Monteiro (PSC) e Maria Mendonça (PSDB), autores dos projetos, garantem que o festival e a cachoeira contribuem para a divulgação do estado, além de estimularem a economia sergipana. É vero!

Críticas incomodam

Ex-secretário estadual da Saúde, o pré-candidato a prefeito de Propriá, Valberto Oliveira (MDB), anda injuriado com as críticas que tem lhe feito o vereador Júnior do Povoado São Miguel (PL). Em resposta aos ataques, o emedebista afirmou que “estes borra-botas estão preocupados com a minha presença em Propriá”. Valberto disse ainda estranhar a aproximação de Júnior com o prefeito Iokanaan Santana (PSB), pois há bem pouco tempo os dois viviam se atacando. Marminino!

Defesa da quarentena

O baixo índice de isolamento social registrado em Sergipe está preocupando os deputados estaduais Iran Barbosa (PT) e Maísa Mitidieri (PSD). Eles garantem que ao desrespeitarem a quarentena, as pessoas contribuem com a propagação do coronavírus, dificultando as ações desenvolvidas pelo poder público. O petista sugere a quem não acredita na importância do isolamento social que veja os estudos sobre o risco de colapso da saúde produzidos pela Universidade Federal de Sergipe. Santo Cristo!

Pedido de urgência

Tramita na Câmara de Aracaju um pedido de urgência para a discussão e votação do projeto dispondo sobre as diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária da capital referente ao exercício de 2021. Autor do requerimento, o vereador Vinícius Porto (PDT) informou que antes da votação da propositura o secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão, Augusto Fábio, discutirá detalhes da matéria com os vereadores. Ah, bom!

Missa ameaçada

A 23ª Missa do Cangaço, agendada para o dia 28 de julho próximo, poderá não ocorrer por conta da pandemia da Covid-19. O cancelamento é quase certo, pois seria muito difícil evitar a aglomeração dos participantes. A Missa acontece todos os anos no Monumento Natural Grota do Angico (Mona), localizada na divisa de Poço Redondo e Canindé de São Francisco, sertão de Sergipe. Caso ocorra, o ato religioso registrará os 82 anos da morte de “Lampião”, executado em 28 de julho de 1938 na grota, ao lado de sua esposa, Maria Bonita, e de seu bando, durante uma emboscada policial. Vixe!

Primeiro caso

Pedra Mole, no agreste de Sergipe, registrou o seu primeiro caso de Covid-19. Trata-se de uma jovem senhora que testou positivo depois de sentir os sintomas da doença. Segundo o secretário da Saúde do município, Fábio Carvalho de Andrade, após a contaminação ter sido confirmada, a mulher infectada iniciou o isolamento social na casa da família, em Pedra Mole. Ela passa bem. Com o registro deste caso naquele município, o coronavírus está presente em todo território sergipano. Crendeuspai!

Fique em casa

E a vice-governadora Eliane Aquino (PT) afirma que o governo estadual tem se esforçado para suprir as necessidades na área da saúde, mas é preciso que a sociedade colabore. Segundo ela, manter o isolamento social é fundamental para impedir a propagação da Covid-19 em Sergipe. “Precisamos de todos vivos. Não queremos perder nem mais uma vida”, afirma a petista, apelando aos que podem para ficarem em suas casas. Certíssimo!

Sem fogos

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe informou que nenhum estabelecimento comercial recebeu atestado para vender fogos de artifício. Segundo o comando da corporação, o processo para emissão de atestado não aconteceu em virtude desse tipo de comércio está proibido de funcionar durante a pandemia de coronavírus. Portanto, é bom a população ficar atenta, pois qualquer venda de fogos de artifício é ilegal e perigosa. Aff Maria!

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju, em 12 de março de 1874.

 

  Editoria: