Campanha da Fraternidade é debatida na Assembleia Legislativa

Campanha da Fraternidade é debatida na Assembleia Legislativa
março 14 15:15 2019 Imprimir Conteúdo

Por Valesca Montalvão

O Padre Adriano Andrade, representando o Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa, esteve na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, nesta quinta-feira, 14, para falar sobre a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, e como lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. O Requerimento para que a Campanha da Fraternidade – 2019 fosse debatida no Parlamento sergipano foi de autoria dos deputados estaduais Iran Barbosa (PT) e Maria Mendonça (PSDB).

O Padre Adriano, em sua fala, destacou os objetivos da Campanha da Fraternidade e ressaltou a importância da Igreja debater as políticas públicas.

“Devemos conscientizar todos os cristãos sobre a aplicação dessas políticas que são direitos básicos da população, previstos na própria Constituição, que, por diversas vezes, são negligenciados pelos representantes legais do povo”, disse.

Iran Barbosa reforçou a necessidade de debater o tema escolhido pela Igreja Católica para a Campanha deste ano para a sociedade, dentro, inclusive, do Parlamento.

“A Campanha da Fraternidade tem, ao longo da sua história, destacado temas de grande repercussão social. Este ano, especificamente, o tema e o lema envolvem o debate sobre políticas públicas e as liberdades. Ao trazer o debate para esta Casa, tentamos dar ênfase à necessidade de priorizarmos as políticas públicas essenciais ao nosso povo”, disse.

Para Iran Barbosa, tematizar as políticas públicas na Campanha da Fraternidade significa que a CNBB está acompanhando os grandes problemas do país.

“Estamos vivendo um momento em que há sérios ataques aos investimentos em políticas sociais, sejam elas saúde, educação, assistência, segurança, o que ficou evidenciado com o congelamento nos recursos destinados à essas áreas por vinte anos. Este também é um período no qual as liberdades democráticas estão sendo profundamente atacadas”, pontuou.

Por fim, Iran Barbosa parabenizou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja Católica e todos os envolvidos neste debate.

Foto assessoria

 

  Editoria: