Cabo Amintas lamenta situação na saúde e cobra do Prefeito uma solução para o caos

Cabo Amintas lamenta situação na saúde e cobra do Prefeito uma solução para o caos
janeiro 07 10:16 2019 Imprimir Conteúdo

Depois das vistorias realizadas no último dia 2, o Conselho Regional de Medicina do Estado de Sergipe determinou a interdição ética das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Nestor Piva, na Zona Norte, e Fernando Franco na Zona Sul de Aracaju.

Sabendo da carência da população diante das unidades de saúde, o vereador Cabo Amintas (PTB) lamentou o caos instalado no setor culpando o Prefeito Edvaldo Nogueira pela situação gerada, cobrando do gestor uma solução.

“Não adianta fazer de conta que tudo está bem com essas UPAs enquanto os profissionais não têm condições adequadas para trabalhar, muito menos o povo de ser atendido. A culpa de tudo isso é do Prefeito Edvaldo que prometeu uma saúde de qualidade e, de novo, não cumpriu mais uma de suas promessas. Sem falar que lá atrás, manteve um valor de pagamento dos médicos autônomos bem superior ao dos efetivos e agora reduz a remuneração deles quase pela a metade. Quem vai aceitar isso? Edvaldo precisa dizer à que veio”, afirmou.

De acordo com o CRM, a interdição ética aconteceu visando a preservação da dignidade do atendimento à população e a segurança do ato médico. Cabo Amintas ressaltou as consequências da interdição e demonstrou apoio aos profissionais da área.

“Lamento o sofrimento da população, que devido as portas das UPAs fechadas acaba superlotando o Huse, mas ao mesmo tempo, não podemos esquecer dos dilemas enfrentados pelos profissionais da saúde. Os médicos não podem deixar de correr atrás de seus direitos”, sejam efetivos ou autônomos. O certo é que, com todo este impasse, quem não pode pagar a conta é o povo”, salientou.

Ainda de acordo com o Conselho, a interdição, que teve início à zero hora deste domingo, tem previsão para encerramento após o cumprimento das adequações apontadas pelo conselho e novas vistorias nas UPAs.

Fonte: Assessoria de imprensa do parlamentar

  Editoria: