Bretas rejeita pedido de Cabral, mas diz que o perdoa

Bretas rejeita pedido de Cabral, mas diz que o perdoa
outubro 27 21:32 2017

O juiz Marcelo Bretas rejeitou hoje um pedido da defesa de Sérgio Cabral para que o ex-governador permanecesse no Rio de Janeiro e não fosse transferido para um presídio federal. Cabral será deslocado para Mato Grosso do Sul.

Na decisão, Bretas reafirmou ter se sentido ameaçado em audiência com Cabral:

— Aproveito para reafirmar que a determinação de transferência não foi respaldada em questões pessoais, e sim em circunstâncias fáticas anteriormente expostas, todas no interesse das investigações criminais em curso, tanto que confirmadas pela instância superior.

Mais cedo, o STJ indeferiu um outro pedido da defesa para que o ex-governador não fosse transferido.

Na curta decisão, Bretas ainda registrou que aceita “o pedido de escusas” de Cabral. O magistrado diz que adota como “conduta o Princípio Cristão enunciado no Livro de Mateus, capítulo 18 versículos 21 e 22”:

“21. … Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe
perdoarei? Até sete?”

“22. Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas até setenta vezes sete.”

 

 

  Termos Relacionados:
  Editoria: