Brasil desrespeita leis do trabalho e vira Ministra

janeiro 09 06:41 2018 Imprimir Conteúdo

Em qual pais do mundo, se não no Brasil, uma pessoa que desrespeita as leis trabalhistas, vira ministra do Trabalho? Uma excrecência imperdoável patrocinada pelo Sr. Temer, em nome da politicagem barata e descabida. Pior: a indicação é do pai da moça, um corrupto, condenado a prisão por ter, segundo a justiça, cometido crime de recebimento de propina e lavagem de dinheiro. Cristiano Brasil e Roberto Jeferson são os protagonistas de uma história macabra que envergonha a todos nós. É por essa e outras que o governo atual, apesar de investir na melhora da economia, continua com os índices de rejeição nas alturas. Para atingir um objetivo o presidente age como um rolo compressor passando por cima de todos, sem dó, sem ética e sem respeito a um povo que sofre as mais terríveis consequências por conta de atos de corrupção que parecem não ter fim. Esse governo, infelizmente, dar asas aos corrupto: mais que isso, cada dia que passa os atrai para perto de si na maior cara de pau. Lamentável sob todos os aspectos. Depois de nos livrarmos da sebozeira petista, estamos nos afundando no lamaçal peemedebista. Terá jeito este país?

 

ALMOÇO OPOSICIONISTA

 

O senador Eduardo Amorim (PSDB) e o deputado federal Valadares Filho, almoçaram ontem em Aracaju e conversaram sobre a chapa majoritária da oposição para as eleições de outubro próximo. Segundo Valadares, nada de anormal, apenas alguns ajustes que precisam ser feitos. “E serão feitos”, disse.

 

ANDRÉ
Não tem qualquer fundamento a informação dando conta de uma possível aliança de André Moura (PSC) e Jackson Barreto PMDB). O líder do governo no Congresso Nacional, voltou a afirmar que jamais faria aliança com um governo que massacra servidores e o povo em geral. Sobre a possibilidade de disputar o Senado, foi claro: só se for pela oposição.

 

ANDRÉ II
Grato ao prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do 😎, o deputado André Moura foi categórico ao garantir que não existe entendimento politico entre os dois. “O que existe é apenas um entendimento pelo bem de Aracaju e do seu povo. O prefeito me procura para ajudar na liberação de verbas e como representante do povo sergipano, quando posso, atendo. Nada mais que isso, esclareceu.

 

EMÍLIA

 

A vereadora Emília Correia (PEN), durante entrevista no Jornal da Ilha, afirmou que ainda não decidiu em qual palanque estará em outubro próximo. “Só sei em qual palanque não estarei. Jamais votarei em qualquer candidato apoiado por Jackson Barreto e Edvaldo Nogueira”, disse.

 

VALMIR

 

Já no programa Espaço Livre, da Rádio Princesa da Serra AM, a vereadora aracajuana, declarou que gostaria de votar no prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR), para governador de Sergipe ou prefeito de Aracaju.

 

JADINHO

 

O ex-candidato a prefeito de Malhador, Jadinho, decidiu apoiar Talysson Costa (PR) para deputado estadual. O anúncio foi feito após conversa com o pai do pré-candidato, o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho. Na eleição passada ele votou em Luciano Bispo (PMDB)

 

ARINALDO TAMBÉM

 

A mesma decisão foi tomada pelo ex-prefeito de Frei Paulo, José Arinaldo de Oliveira e todo o seu grupo. A futura candidatura de Talysson ganha corpo na região do Agreste e Itabaiana deverá ter três candidatos a estadual: Talysson (PR), Luciano Bispo (PMDB) e Maria Mendonça (PP). Dar para eleger o três.

 

CIRCO SEM PÃO

 

O prefeito de Simão Dias, Marivaldo Santana deu um péssimo exemplo. Atrasou o salário dos servidores, mas não deixou de realizar uma festa com várias bandas. Diferente do primeiro, o seu segundo mandato, está sendo marcado por tropeções desnecessários e evitáveis. Os Valadares voltaram a sorrir com a possibilidade de retomar a prefeitura.
LARANJEIRAS

O prefeito Paulão da Varzinhas acertou ao devolver o Festival de Arte ao povo de Laranjeiras. E o evento voltou com força total, apesar de alguns pequenos incidentes. Nas ruas o colorido dos diversos grupos folclóricos, que encantaram os turistas. Só houve exagero na contratação de algumas bandas caríssimas em tempos de tantas dificuldades. Não precisava!

 

OCESE

 

Vem aí uma nova fase da OCESE – Organização das Cooperativas do Estado de Sergipe. Com nova direção a instituição pretende dar uma nova roupagem ao cooperativismo de Sergipe.

 

EVALDO

 

O procurador federal aposentado, Evaldo Campos, vai mesmo tentar uma cadeira na Câmara Federal. Aceitou convite do Podemos e garante que fará uma campanha franciscana. Não vai aceitar um real de doação de campanha e aposta no voto dos insatisfeitos com o atual quadro político nacional.

 

PROPAGANDA NA AL

 

Merecem uma rigorosa investigação algumas peças publicitárias da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe. Totalmente sem sentido, sem objetivo, essas peças demonstram claramente a intenção de beneficiar politicamente o seu presidente. A delegada Danielle Garcia até que tentou, mas todos sabem no que deu. A contratação da agência de publicidade foi parar na justiça, mas como estamos em Sergipe, deu em nada.

 

MUITO LIXO

 

O que está acontecendo com a limpeza de Aracaju. Na manhã desta segunda, 08, o lixo estava espalhado em vários pontos da cidade, inclusive no centro. Em alguns casos era tanto lixo que parecia estarmos vivendo uma greve de garis. Misericórdia.

 

THIAGUINHO

 

O vereador Thiaguinho Batalha está acompanhando o deputado federal André Moura nas suas andanças pelo interior de Sergipe. Na sexta-feira, estava com ele em Itabaiana e seguiu para outros municípios. Ex-aliado de João Alves, atual aliado de Edvaldo Nogueira, para onde estará indo agora esse menino levado?

APOSENTADOS
Prefeitura de Aracaju paga próximo dia 10 aos aposentados e pensionistas. Este é o terceiro mês consecutivo que o prefeito Edvaldo Nogueira não consegue pagar em dia, o que vem causando uma revolta muito grande entre os servidores. Mas na SEFAZ do município, a expectativa é que a situação comece a melhorar agora no mês de janeiro.

MUDANÇA

O senador Eduardo Amorim (PSDB) não gostou nada de ler eu nome entre os políticos que não representariam mudança, caso conseguisse se eleger governador do Estado. Em nota, afirmou que não aceita ser comparado ao modelo de governo que aí está, e alfineta o vice. “Belivaldo passou oito anos como vice-governador e não contribuiu em nada para melhorar a situação do Estado. “Se o povo me der a oportunidade, vou mudar sim essa situação de caos, começando com a redução do número de secretarias e consequentemente dos cargos comissionados”, disse.

  Editoria: