Bombeiros realizam travessia a nado entre as cidades de Aracaju e Barra

novembro 28 08:54 2020 Imprimir Conteúdo

O Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (Gmar/CBMSE) realizou, na manhã desta sexta-feira (27), uma travessia a nado de Aracaju/SE para Barra dos Coqueiros/SE. A iniciativa contou com a participação de cerca de 50 profissionais, incluindo guarda-vidas, cadetes do Curso de Formação de Oficiais (CFO) e militares da reserva remunerada e de outras unidades da corporação, além do comandante-geral da corporação, coronel Alexandre José; e do subcomandante, coronel Luiz Henrique. A largada aconteceu às 9h, na praia da Coroa do Meio, e os bombeiros nadaram até o antigo hidroviário da Atalaia Nova.

Segundo o comandante em exercício do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), tenente Rosevaldo Barbosa, esta é a terceira vez que a travessia Aracaju/Barra é realizada. “É uma revisão de todo trabalho realizado nos treinamentos diários promovidos pela unidade. Nós temos um período de treinamento e, ao final, realizamos a travessia justamente para avaliar o militar. Além disso, é uma recepção aos novos integrantes do GBS. Nosso objetivo é avaliar o desempenho dos militares na sua área de operacionalidade, condições físicas, técnicas de resgate, entrada e saída do mar, entrada e saída de arrebentação, identificação de correntes marítimas e outras ocorrências que venham causar perigo, como rede de pesca”, relatou.

A travessia também marcou a Semana Latino-Americana de Prevenção em Afogamento, que tem o intuito de conscientizar as pessoas e prevenir contra afogamentos. Para garantir a segurança dos participantes, a travessia foi acompanhada por uma embarcação. Uma unidade de resgate (UR) também ficou disponível nos locais de saída e chegada, para atender quaisquer situações de socorro. Todos os militares que participaram da travessia foram separados em duplas e devidamente equipados com rescue-tube.

Para a cadete Valesca Cabral, a travessia é um desafio, já que é primeira vez que participa. “Acredito que é uma experiência única. E participar dessa tradição é gratificante. Para nós, que estamos entrando agora no CBMSE, é muito importante participar desses momentos, para nos sentirmos juntos à corporação”, disse.

Já o subtenente Moisés do Nascimento, que faz parte do Grupamento Marítimo há 17 anos, participou de todas as edições da travessia. “Essa travessia é muito importante para que os guarda-vidas possam observar como se comporta a maré, sendo considerada uma maré perigosa. Portanto, é um treinamento fundamental para nós. Quem faz essa travessia, tem praticamente todo conhecimento a respeito de salvamento aquático”, comentou.

Fonte e foto: CBM/SE

  Editoria: