BNB lança Crediamigo Delas para impulsionar empreendedorismo feminino

BNB lança Crediamigo Delas para impulsionar empreendedorismo feminino
março 09 06:03 2021 Imprimir Conteúdo

Crediamigo Delas é a nova linha de crédito do Banco do Nordeste, lançada hoje, Dia Internacional da Mulher. Destinada a financiar atividades produtivas para mulheres empreendedoras que atuam no setor informal e formal da economia, o produto do Crediamigo passa a integrar o maior programa de microcrédito da América do Sul.

O Crediamigo Delas financiará investimento e capital de giro, com prazo de 4 a 24 meses, tanto na modalidade individual como solidário. O limite será de R$ 5 mil, por cliente, observada a capacidade de pagamento, com juros abaixo de 2,4% ao mês, para investimento fixo e giro individual, e de 2,2%, para giro solidário.

Produto customizado ao público feminino, o Crediamigo Delas terá, também, a vantagem de até 90 dias para início do pagamento das parcelas, possibilidade de formação de grupo solidário com até 40% de mulheres que tenham iniciado atividades há menos de seis meses, débito automático das parcelas em conta corrente, bem como disponibilização de curso EAD e do Caderno de Gestão, ferramenta para apoio ao controle financeiro.

Para a superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste, Lúcia de Fátima Barbosa, “o protagonismo feminino no Crediamigo configura um reflexo do papel de liderança que a mulher exerce em seu meio, caracterizado essencialmente pela sua força de trabalho e busca para a realização de seus sonhos. Elas vêem no empreendedorismo uma oportunidade para mudar suas realidades, com aumento de rendas e melhoria na qualidade de vida de suas famílias”.

Força na economia

Inspirado no dado segundo o qual, no Brasil, 34,4 milhões de mulheres respondem financeiramente pela gestão dos lares, o Crediamigo Delas atende ao forte empreendedorismo feminino, além de que, na carteira do Crediamigo, elas representam 65% do público do programa.

Em 2020, por exemplo, o Crediamigo aplicou R$ 12,1 bilhões, dos quais R$ 7,8 bilhões, correspondentes a 2,9 milhões de operações, foram contratados por mulheres.

Na avaliação do universo de mulheres empreendedoras, ressaltam-se, ainda, os aspectos de que elas movem a economia, geram emprego e renda, gerenciam atividades produtivas, mudam a vida de suas famílias e de pessoas ao seu redor e evidenciam forte inspiração para iniciar negócios.

Banco do Nordeste

  Editoria: