Belivaldo: “comigo o buraco é mais embaixo. Se falar ouve, na cara, na lata”

Belivaldo: “comigo o buraco é mais embaixo. Se falar ouve, na cara, na lata”
agosto 02 10:05 2018 Imprimir Conteúdo

 

O governador Belivaldo Chagas (PSD), pré-candidato ao governo concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira (02) e se mostrou muito irritado ao comentar sobre uma informação que circulou nas redes sociais ontem e que informava que a viúva do ex-governador Marcelo Déda, Eliane Aquino, teria recebido um alto valor do Ipesáude.

Ao falar sobre o assunto, o governador  se emocionou e foi duro no recado que mandou para o autor da divulgação, avisando que irá cobrar na justiça as investigações. Para Belivaldo isso “é nojento. Isso é falta de caráter. Agora querem falar em inglês, fake news. Nada disso, isso é falta de caráter. Comigo o buraco é mais embaixo. Nós não vamos aceitar que maculem o nome de Déda. Isso é coisa de gente baixa, mesquinha e um grupo de abestalhados. Vamos à justiça, até porque já sabemos de onde partiu isso”, contou o governador.

Durante a entrevista Belivaldo fez várias declarações sobre sua administração, desmentiu a informação passada pelo PDT e anunciou uma boa notícia aos servidores ao comunicar que já está definido para o agosto. “Nós vamos repetir o que fizemos em setembro e no mês de agosto, vamos pagar dentro do mês aos 44 mil servidores, ou seja, 70% dos salários, e até o dia 10 ou 11 pagaremos o restante. Quero deixar claro que estamos fazendo de tudo para resolver os problemas do estado. Agora é preciso entender que em quatro meses não é possível se resolver tudo. Não é na base da brincadeira que se trabalha”, afirmou Belivaldo em entrevista ao radialista George Magalhães, no jornal da Fan.

Sobre a eleição que se aproxima, Belivaldo brincou e sem citar nomes, disse que “tem candidato que tem sempre alguém dizendo, meu filhinho, meu irmãozinho, sempre alguém buzinando no ouvido e dizendo: faça assim, faça desse jeito, enfim”, ironizou.

Mas o recado duro do governador teve endereço certo: Fábio Henrique, presidente do diretório do PDT, que nesta quarta-feira (01) emitiu uma nota comunicando que estava deixando a base aliada e que caminharia ao lado do PSB, do deputado Valadares Filho.

Na nota, Fábio informou que teria entregado os cargos em comissão que havia no governo, porém, segundo o governador isso não ocorreu. “Ele esteve comigo ontem mas em nenhum momento ele entregou os cargos. Saiu sem falar nos cargos. Meu amigo, vá com Deus. Eu quero dizer que eu só condeno isso. Um dia dorme com um, outra hora está com outro. Ele faltou com a verdade. Eu acho que ele esquecer”, ironizou Belivaldo e completou: “Valadares é assim, se afasta e quando volta, é mais cargos”, brincou.

Ainda Sobre as composições das majoritárias, Belivaldo disse que “antes era meu governador, meu líder, meu gostoso, o governador que era lindo e a conversa é a mesma de sempre: isso é obedecendo o que a nacional decidiu e vou seguir. É precisa ter cuidados com essas pessoas que mudam de roupa e de cara a todo momento”, alertou.

Ao final da entrevista, Belivaldo confirmou que vem conversando com o ex-prefeito de Socorro e ex-deputado Zé Franco e afirmou que “ele é uma pessoa de posição e vai decidir sobre o convite que fizemos a ele. Ainda sobre Socorro, quero deixar claro a minha relação com o padre Inaldo é ótima”, contou Belivaldo.

Munir Darrage

  Editoria: