Banese oferta crédito para pequenos produtores rurais com recursos do Pronaf

Banese oferta crédito para pequenos produtores rurais com recursos do Pronaf
abril 14 09:24 2022

 

Banco disponibiliza R$ 2 milhões em crédito para fomentar a agricultura familiar, e gerar emprego e renda no estado. Saiba como contratar.

O Banese não para de investir em ações para fomentar a agropecuária sergipana e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do estado. Pela primeira vez em sua história, o banco passou a realizar, em 2022, operações de crédito por meio do Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf). Para este período, foram disponibilizados R$ 2 milhões para o financiamento de iniciativas de pequenos agricultores.

Com os recursos, os agricultores podem custear as produções periódicas ou investir na melhoria das mesmas, com a aquisição de maquinários e novas tecnologias. O gerente do Espaço + Agro, Alan Santos, explica que ao passar a operar com o Pronaf o Banese lança mais uma ação para fomentar a agropecuária do estado, visando ampliar a participação do setor no PIB do estado e gerar mais empregos e renda na área.

O gerente salienta, ainda, que o Pronaf conta com uma taxa de juros a partir de 3% ao ano, além de um modelo simplificado de análise de crédito, o que torna a contratação mais ágil e simples. Disponível para todas as regiões de Sergipe, este tipo de financiamento contempla todas as atividades agrícolas e pecuárias.

“Com o +Agro, o pequeno produtor, que pode ter receio de dar um passo além no desenvolvimento do seu negócio, terá a segurança de contar com um banco que ele já conhece para ser orientado e atingir o seu objetivo conosco. Quando o produtor rural cresce, Sergipe cresce também”, ressalta Alan Santos.

Produção Sustentável

Dados do Observatório de Sergipe mostram que, no segundo trimestre de 2021, a agropecuária era responsável por 16% dos empregos formais do estado. Segundo o último Censo do IBGE para o setor, realizado em 2017, cerca de 77% dos 93 mil estabelecimentos rurais do estado são mantidos por agricultores familiares.

Além de garantir o sustento dos produtores, a agricultura familiar promove um desenvolvimento sustentável, já que tem como base o compromisso para uso adequado dos recursos naturais, disseminação de tecnologias apropriadas e incentivo a sistemas de produção de base ecológica.

+ Agro

Apresentado no final do ano passado, o Banese + Agro é um conjunto de ações estratégicas que traz um novo ciclo de fomento e inovação para a agropecuária sergipana. Entre elas, está também a destinação de R$ 100 milhões para o crédito rural, através do Plano Safra 2021/2022. O valor é recorde na história do banco e praticamente o dobro do montante liberado no ano agrícola 2019-2020, quando foram contratados R$ 55,1 milhões, e 23,9% acima do valor disponibilizado no Plano Safra 2020-2021, que contou com R$ 76,1 milhões.

Para ter acesso ao crédito por meio do Pronaf, o produtor rural precisa ter em mãos a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), um dos pré-requisitos exigidos para ter acesso aos recursos do programa. Os interessados em obtê-la deve se dirigir a uma unidade da Emdagro, ou a outro órgão responsável pela emissão, levando os seguintes documentos:

  • Identidade(RG) e CPF do agricultor(a) familiar e cônjuge;
  • Certidão de casamento (para os casados);
  • Comprovante de residência (conta de energia);
  • Matrícula do Cartório de Registro de Imóveis dos estabelecimentos rurais que possuir.
  • Comprovante de renda dos últimos 12 meses, que podem ser:
  • notas fiscais de entrada;
  • comprovantes de renda do agricultor(a), cônjuge e agregados (se possuir);
  • recibos;
  • extratos de entrega de produtos em cooperativa e laticínios;
  • demonstrativos;
  • Para arrendatários, comodatários e parceiros, deve-se apresentar o contrato.

Depois da análise de todos os documentos, a entidade poderá emitir a DAP para os produtores que se enquadram nas normas estabelecidas pelo Pronaf.  Com os documentos em mãos, os agropecuaristas poderão buscar uma agência do Banese, conversar com um dos gerentes da instituição e realizar negócios.

Ascom Grupo Banese

  Editoria: