Balão de festa deixa 12 mil pessoas sem energia na 13 de Julho e Grageru

Balão de festa deixa 12 mil pessoas sem energia na 13 de Julho e Grageru
julho 16 17:19 2018 Imprimir Conteúdo

A madrugada de domingo, 15, não começou bem para moradores de diversos bairros da Zona Sul de Aracaju. Um balão metalizado, usado em festas de aniversários e comemorações variadas, entrelaçou-se em cabos elétricos de média tensão e provocou curto-circuito.

O fato, ocorrido à 01h27, provocou a interrupção no fornecimento de energia para cerca de 3 mil unidades consumidoras (algo em torno de 12 mil pessoas) dos bairros Grageru e 13 de Julho, imediações da Avenida Francisco Porto, atingindo residências e bares da região que estavam em pleno funcionamento na hora do acontecido.

Com o curto-circuito seguido de explosão, houve rompimento do cabo e da conexão do transformador de energia. A Energisa, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica, iniciou manobra de transferências de cargas elétricas à 01h29, reduzindo para 1800 o número de clientes sem energia.

A empresa informa que, após confirmado o local exato da falha, a área foi isolada ficando sem energia 536 clientes atingidos até a reposição dos cabos. Por volta das 03h33, foram restabelecidas mais 460 unidades consumidoras e a conclusão dos serviços só foi possível às 09h00 com apoio da equipe de funcionários que trabalham com a rede energizada.

O gerente de Operação da Energisa Wilton Leal aponta para os riscos de acidentes quando artefatos entram em contato com a rede elétrica. “O balão causou o curto-circuito porque é feito de material condutor de energia. A força da explosão fez romper o cabo. As pessoas precisam tomar cuidado com objetos que podem atingIr a rede elétrica e causar danos maiores que apenas a interrupção no fornecimento”.

Leal ainda destaca que, nessas situações, as pessoas não se aproximem da rede de energia e entrem em contato imediatamente com a Energisa, o que pode ser feito pela central de atendimentos 08000 79 0196 ou pelo aplicativo Energisa ON.

Foto assessoria

Por André Brito

  Editoria: