Aumento injusto

Aumento injusto
dezembro 18 07:49 2019 Imprimir Conteúdo
Todo final de ano é a mesma ladainha: as empresas de ônibus solicitam o reajuste das passagens e a Prefeitura de Aracaju concede sem mais delongas. É uma injustiça que se repete contra a população pobre. A tarifa não deveria ser majorada antes de se promover uma completa melhoria no sistema. Aliás, o correto seria reduzir o valor atual da passagem. Mesmo que isso ocorresse, o usuário ainda estaria pagando caro para ser transportado em coletivos lotados, fedorentos e que vivem quebrando no meio da rua. Quem duvidar da péssima qualidade do serviço basta passar nos horários de pique pelos pontos de ônibus ou encarar uma viagem dentro deles para um bairro periférico da capital. É um suplício! Independente disso e pensando em engordar ainda mais os caixas das empresas, os empresários já anunciaram que vão pedir o reajuste na certeza que serão atendidos pela Prefeitura. Tai um absurdo que não deve ser engolido silenciosamente pelos milhares de usuários dessas latas de sardinha chamadas de ônibus. Só Jesus na causa!

Proposta coletiva

O Cidadania ainda não definiu como vota no nefasto projeto de reforma da Previdência estadual. Um dos três deputados do partido na Assembleia, Georgeo Passos defende que o diálogo é o melhor caminho “para a construção de uma proposta que atende o interesse de todos”. Segundo ele, o ideal é sempre dialogar e ouvir, principalmente os servidores estaduais, pois serão eles que sofrerão com a modificação das regras previdenciárias. É vero!

Calendário definido

A bancada governista na Assembleia quer aprovar a famigerada reforma da Previdência estadual até a próxima semana. Segundo o deputado Zezinho Sobral (Pode), a polêmica PEC retirando direitos dos servidores será votada amanhã em 1ª discussão, retornará à votação no dia 23 e, finalmente, deverá ser aprovada no dia 26. Nesta data também será votado o orçamento do estado. Haja pique!

Sinuca de bico

Pré-candidato a prefeito de Aracaju, o deputado estadual Gilmar Carvalho está por aqui com o anunciado apoio do PSC à reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). O parlamentar espera que a Justiça autorize a sua desfiliação do partido dos peixinhos, para que ele possa enfrentar o comunista por outra legenda. Caso isso não ocorra, Gilmar já decidiu apoiar um prefeiturável que não seja Edvaldo. O PSC anunciará oficialmente o apoio a Nogueira nesta sexta-feira. Marminino!

Orai por eles

E quem deu as caras, ontem, no Palácio do Planalto foi o pastor Heleno Silva (Republicanos). Convidado do presidente Jair Bolsonaro, o reverendo sergipano participou de um culto concorrido evangélico. Segundo Heleno, ele, o presidente e vários outros líderes protestantes oraram pela melhoria da vida dos brasileiros. Diante da crise em que se encontra o país, um culto só é muito pouco para garantir a multiplicação dos pães e otras cositas más. Crendeuspai!

Torra nos cobres

A Petrobras prossegue com a sua política de desmonte em Sergipe. Agora mesmo a estatal anuncia a venda de sua participação em 15 blocos exploratórios em terra, localizados na Bacia de Sergipe-Alagoas. Segundo o jornal Valor Econômico, oito destes blocos são exclusivos da Petrobras e sete são divididos com a Nova Petróleo, que poderá exercer o direito de preferência de aquisição das participações. Então, tá!

Pernas pro ar

O governo de Sergipe e a Prefeitura de Aracaju decretaram ponto facultativo nos dias 24 e 31 próximos, vésperas de Natal e Ano Novo. A medida objetiva garantir aos servidores públicos a antecipação dos preparativos para as festas natalinas e de Réveillon. Os dias 25 e 1° de janeiro são feriados nacionais. Os serviços emergenciais estarão de plantão durante os pontos facultativos para atender as demandas da população. Ah, bom!

Média com servidor

E quem está de olho nos votos dos servidores municipais é o vereador aracajuano Américo de Deus (Rede). Para ficar bem com a galera, ele anda defendendo que a Prefeitura reajuste o salário do funcionalismo, “pois a máquina pública não funciona sozinha”. Nem precisa dizer que o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) fez ouvido de mercador à reivindicação do vereador. Vixe!

Defesa dos animais

O deputado federal Laércio Oliveira (Progressista) comemorou a aprovação pela Câmara do Projeto de Lei ampliando a pena para autores de maus-tratos aos animais, principalmente cães e gatos. De acordo com a propositura, que segue agora para o Senado, o infrator pode pegar de dois a cinco anos de reclusão, além de pagar multa. A punição pode chegar a seis anos de cadeia caso o animal maltratado morra. Certíssimo!

“Profissão” de risco

Um cidadão dizia, ontem, que ser prefeito tem se tornado “uma profissão arriscada”. É que, segundo o suplicante, de quando em vez um gestor municipal vai pra cadeia. Em Sergipe, isso já ocorreu com Valmir de Francisquinho (PR), Valmir Monteiro (PSC) e Paulão da Varzinha (DEM), respectivamente, prefeitos de Itabaiana, Lagarto e Laranjeiras. Mais pessimista era Raul Seixas, que cantava “Mamãe, não quero ser prefeito/Pode ser que eu seja eleito/E alguém pode querer me assassinar”. Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A República, em 20 de dezembro de 1933.

  Editoria: