Audiência Pública  debate violência sexual na infância e adolescência

Audiência Pública  debate violência sexual na infância e adolescência
maio 05 05:32 2022

 

De acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre 2017 e 2020, 180 mil crianças e adolescentes de 0 a 19 anos sofreram algum tipo de violência sexual – uma média de 45 mil por ano –, a maioria cometida dentro de casa. Para debater a triste realidade dessa que é uma das formas mais perversas de violência, a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes de Sergipe, sob coordenação do deputado estadual Iran Barbosa (Psol), promoverá a Audiência Pública “Violência Sexual na Infância e Adolescência: prioridade no cuidado e no atendimento em Sergipe”, no dia 6 de maio, a partir das 8h30, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

Para debater o tema, foram convidadas a assistente social Karina Aparecida Figueiredo, mestre em Política Social e secretária-executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes; e a advogada Glícia Salmeron, mestra em Criminologia, conselheira do Conanda pela OAB/SE e coordenadora da Comissão de Políticas Públicas do Conanda.

O deputado Iran Barbosa destacou a importância de abrir o espaço do Legislativo estadual para debates dessa natureza, a fim de construir ações efetivas de enfrentamento ao problema em discussão.

“É sempre importante abrir espaços, especialmente numa casa legislativa, para a discussão desse tema, tendo em vista que, infelizmente, a violência sexual infantojuvenil ainda é um problema muito presente em nossa sociedade. Os números são alarmantes. Precisamos, cada vez mais, debater essa questão, que é central para garantir segurança às nossas crianças e adolescentes e a efetivação dos seus direitos, além de cobrar políticas públicas e ações efetivas no enfrentamento a esse grave problema social, a fim de mudar essa dura realidade da violência sexual infantojuvenil”, afirmou o deputado Iran Barbosa.

Por George W. Silva

  Editoria: