“Até quando vamos permitir o nosso Estado nas mãos de políticos que nada fazem”, questiona Hans Soares

“Até quando vamos permitir o nosso Estado nas mãos de políticos que nada fazem”, questiona Hans Soares
junho 01 10:58 2022

 

O péssimo desempenho econômico de sergipe, a desvalorização dos servidores, a falta de incentivo que atraiam investidores no Estado, os baixos índices da Educação, Saúde, Desenvolvimento Social, além de outros fatores, têm despertado diversos atores sociais que, cansados dos retrocessos nos diversos segmentos sergipanos, vêm demonstrando suas insatisfações com a atual conjuntura política estadual. Um deles é o advogado Hans Soares, profissional com ampla experiência em diversas áreas do poder público. Durante entrevista, nesta quarta-feira, 1º, o advogado convocou a população para que se atente às atuações dos políticos com mandato e seja criteriosa na próxima eleição ao escolher seus representantes.

Hans avalia o parlamento estadual como fraco e nas mãos do Executivo. “São poderes diferentes. De um lado Executivo. Do outro Legislativo. Não podemos fazer do Legislativo Estadual a extensão do Governo do Estado. Como isso pode acontecer? Quem já se viu? Agora, a Alese é um órgão comandado pelo governador? Precisamos fazer com que aquela instituição seja forte, independente, que tenha protagonismo e mostre ao governador ou governadora que o que prevalece é a vontade da população”, criticou.

O advogado acredita que o eleitor sergipano está pronto para mudar esse cenário, e que o ponto de partida será a próxima eleição com uma renovação importante. “Já tivemos diversos governadores competentes, que fazem pelo povo, pelos cidadãos sergipanos. Mas, infelizmente, estamos à beira de um abismo. Sergipe está parado. As pessoas estão passando necessidade. Não há perspectiva nos olhos do sergipana e da sergipana. A população dará a resposta nas urnas. O povo está cansado, querendo mudança. Não há espaço para políticos que só sabem fazer a velha política. Precisamos de novos olhares, de pessoas que buscam inovação e que sabem, de fato, onde estão os problemas e como solucioná-los. Até quando vamos deixar o nosso Estado nas mãos de políticos que nada fazem”, indagou.

Foto: Jouis

Por Assessoria de Imprensa

  Editoria: