Aribé rebate Bittencourt: “É injusto fazer referência desta maneira à minha postura”

Aribé rebate Bittencourt: “É injusto fazer referência desta maneira à minha postura”
maio 17 14:07 2018 Imprimir Conteúdo

 

Injusta. Foi assim que o vereador Lucas Aribé (PSB) classificou a declaração do professor Antônio Bittencourt (PCdoB), correligionário e líder do prefeito Edvaldo Nogueira na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), que o acusou de ter sido conivente com “todo o desmantelo” causado à capital pelo ex-gestor, João Alves Filho (DEM). A afirmação de Bittencourt foi dada nessa quarta-feira, 16, em meio a um ataque ao Partido Socialista Brasileiro.

O líder da situação acusa o PSB de trabalhar pelo pior para Aracaju e para Sergipe. Esta é a resposta aos embargos declaratórios solicitados pelo partido de Lucas, que alega inconstitucionalidade da lei que altera o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). Para o Partido Socialista Brasileiro, o aumento é abusivo.  “Eu fico triste quando leio na imprensa declarações feitas por alguns colegas de parlamento que, às vezes, no afã, talvez antecipando as eleições, acabam ofendendo pessoas sem mensurar o que estão dizendo. Mas quando se cometem injustiças, não posso me calar. E quando tentam igualar minha postura, aí é que não me calo mesmo. O professor Bittencourt se equivocou absurdamente. Eu não contribuí com a gestão de João Alves, da qual fui oposição durante quatro anos e seria durante oito, se preciso”, afirmou Aribé nesta quinta, 17, na Tribuna.

“Tenho bom relacionamento com o professor Bittencourt e sei que o respeito é mútuo, mas é injusto fazer referência desta maneira à minha postura aqui nesta Casa, enquanto opositor. Eu estava ao lado de Lucimara Passos, do PCdoB, dos vereadores Iran, Emmanuel Nascimento, Dr. Emerson e, posteriormente, Bertulino Menezes. Minha oposição ao governo João Alves Filho era, inclusive, muito mais dura do que tenho feito à gestão de Edvaldo Nogueira”, relembra Lucas.

“Eu tenho lado e coerência. Se o povo elegeu outro candidato, vou para a oposição, mas pode ter certeza de que sempre buscarei contribuir. Não estou aqui para destruir gestão de ninguém. O meu trabalho, nas proposituras, discursos, cobranças, é sempre no intuito de ver esta cidade melhor, pouco importa o prefeito de plantão”, ressalta Aribé.

Isac se solidariza

Correligionário do Professor Bittencourt, o vereador Isac Silveira (PCdoB) pediu aparte e se solidarizou com Lucas. “Sou testemunha de que vossa excelência foi um crítico contundente da administração desastrosa de João Alves. Acompanhei muitos pronunciamentos, diversos vídeos do senhor combatendo o descaso, a forma muito atabalhoada como foi a gestão anterior. Aonde quer que esteja, saiba que ratificarei que o senhor, além de um grande parlamentar, é um estatista, um homem que defende os interesses da sociedade. Digo isso com pureza d’alma. Não há um ser humano neste estado que não reconheça em vossa excelência um defensor dos direitos do povo de Aracaju”, elogiou Isac.

Lucas Aribé também lamentou a afirmação do Professor Bittencourt, de que o PSB quer destruir Aracaju e Sergipe. “São termos que caracterizam uma política rasteira e isso não é bom. Nós estamos na política de passagem e para construir, para fazer o justo. O Partido Socialista Brasileiro sempre participou ativamente das grandes questões políticas deste país, da construção da Constituição Federal de 1988, das Diretas Já, foi contrário à Ditadura, sempre apoiou o ex-presidente Lula. Mas o partido, em sua maioria, quis sair do Governo Dilma e votar a favor do impeachment, da mesma forma que em pouco tempo retirou o apoio ao Governo Temer, pois viu o absurdo que está sendo feito em nível nacional”, ponderou Aribé, que sempre se declarou contrário ao processo de impedimento que destituiu a ex-presidente do Brasil do cargo.

Foto Gilton Rosas

  Editoria: