Aracaju investe mais de R$16 mi em construção e reurbanização de praças

Aracaju investe mais de R$16 mi em construção e reurbanização de praças
maio 09 11:08 2022

 

Local de lazer, de encontro entre amigos e famílias, onde a convivência social acontece, fortalecendo os vínculos e até mesmo melhorando a saúde, sem contar com a transformação urbanística de diferentes localidades da cidade. As praças são responsáveis por transformar a vida em sociedade e garantem inúmeros benefícios para toda a população que usufrui desse bem público.

Pensando no bem estar de todos os aracajuanos, a Prefeitura de Aracaju já aplicou, desde 2017, mais de R$16 milhões na construção e reurbanização de 24 praças em todo o município, das quais nove estão em andamento, contemplando todas as regiões de Aracaju, investindo, principalmente, em comunidades mais carentes da cidade e em locais onde estão sendo planejadas e realizadas inúmeras obras de urbanização, a exemplo dos novos bairros da antiga Zona de Expansão.

Somente no ano passado, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) concluiu as obras de 11 praças em toda a cidade, sendo quatro delas em bairros da Zona Norte e outras sete na zona Sul.

Nesse mesmo ano, o bairro 17 de Março recebeu quatro novas praças que, juntas, somam um investimento de aproximadamente R$2,9 milhões. Outras quatro novas praças estão sendo construídas no mesmo bairro, totalizando oito novos espaços de lazer que devem transformar de forma significativa a vida dos moradores daquela região. Essas novas praças dispõem de acessibilidade, equipamentos de ginástica e toda uma estrutura que oferece lazer para todas as idades.

Também está em andamento a nova praça do bairro Areia Branca, cujo projeto, orçado em quase R$1 milhão, contempla uma área de 2.247 m². A nova praça terá parque infantil, com balanço e escadas de cilindro, academia ao ar livre, bancos, mesas e passeios em concreto, pergolados de madeira e lixeiras para a coleta seletiva, além de uma quadra de futebol society.

O secretário de Infraestrutura e presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, afirma que todo esse investimento da Prefeitura na construção e reforma desses espaços de lazer garante um retorno em saúde e bem-estar da população.

“A Prefeitura tem construído e reformado praças, inclusive com recursos do BID [Banco Interamericano de Desenvolvimento], preocupada com o bem-estar social, porque esses locais são elementos de contato da comunidade, é onde interagem os vizinhos, onde brincam as crianças, um espaço lúdico, de interação ou de esporte e de inclusão. Não tenho dúvida que a praça é um elemento importantíssimo para a coletividade, para o bem-estar pessoal e de todos que moram ao redor deste local. As construções e reformas de praças se incrementam a todo um outro processo considerado de extrema relevância dentro da nossa cidade, que é a questão da saúde pública”, ressalta o gestor.

Para a secretária da Assistência Social de Aracaju, Simone Santana, as praças são importantes porque possibilitam a vivência em comunidade, criando vínculos afetivos e comunitários, além de proporcionar momentos de lazer, diversão e contato com a natureza.

“Quando a Prefeitura constrói ou reforma esse tipo de espaço, entendemos a necessidade de desenvolver ações socioeducativas para a preservação do patrimônio público, para isso, em conjunto com as obras financiadas pelo BID, atuamos por meio da Coordenação da Área Social da pasta, ao lado do Projeto de Trabalho Social, na realização de oficinas, workshops, e cursos profissionalizantes abordando eixos como meio ambiente, sustentabilidade, qualificação profissional, geração de renda, preservação e conservação do patrimônio público”, frisa Simone.

Fonte e foto secom Aracaju

  Editoria: