APSITRAN: O impacto do trânsito para a saúde mental

APSITRAN: O impacto do trânsito para a saúde mental
junho 08 08:02 2022

Por Adiberto de Souza *

Visto, cada vez mais, como o patinho feio da coligação governista, Jackson Barreto (MDB) vive sendo criticado pelos aliados. O último a execrá-lo foi o próprio pré-candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD). Numa recente entrevista, o pessedista disse que na gestão de JB as rodovias estaduais pareciam tábuas de pirulito, os salários dos servidores viviam atrasados, o 13º era pago em módicas parcelas, etcetéra e tal. Político calejado, Jackson manteve a viola no saco, fazendo de conta não ser com ele tamanha esculhambação. Barreto sabe que se chutar o pau da barraca agora, adeus candidatura ao Senado pela base situacionista, sonho acalentado por ele há muito tempo. Enganam-se, porém, os muy amigos do emedebista se pensam que o distinto deixará barato esses ataques. Caso seja escanteado pelos governistas, Jackson subirá nos tamancos e rodará a baiana, cuspindo cobras e lagartos contra aqueles que, enquanto lhe dão abraços de urso, articulam para apunhalá-lo pelas costas. Misericórdia!

Carta fora do baralho

Por mais que tente negar, André Moura (UB) é carta fora do baralho. Condenado pelo Supremo Tribunal Federal, ele está inelegível, o que significa dizer que se tentar se candidatar terá o registro negado pela Justiça Eleitoral. A publicação do acórdão da Ação 973, condenando-o por crimes de peculato, desvio e apropriação de recursos públicos e associação criminosa, significa o grand finale do processo. Ademais, mesmo que conseguisse uma brecha na lei para se candidatar, Moura seria visto com desconfiança pelos eleitores, temerosos em eleger alguém que pode perder o mandato a qualquer momento. Home vôte!

Pato com Pato

E o pré-candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL), popularmente chamado de “Pato”, festeja o apoio de outro “Pato”. Trata-se de Carlos Alexandre Santos Costa, o “Pato Maravilha”, pré-candidato a deputado estadual pelo PL. Irmão do prefeito de Umbaúba, Humberto Maravilha (MDB), o aliado de Valmir trabalha para ser um dos mais votados na região Sul de Sergipe. Nem precisa dizer que Francisquinho ficou pra lá de entusiasmado com a recepção que teve naquele município sergipano. Então, tá!

Chapa puro sangue

O PTB anunciou que o seu pré-candidato a senador é o advogado petebista Mendonça Prado, tendo como suplente Jailson Filho. Diferente de outras siglas, que estão discutindo alianças políticas, o PTB sergipano resolveu ir à disputa eleitoral com uma chapa puro sangue, encabeçada pelo também advogado João Fontes e tendo como postulante à vice-governadoria a professora universitária Denise Leal. Em 2020, o ex-deputado federal Mendonça Prado disputou uma cadeira na Câmara de Vereadores de Aracaju pelo PDT e teve 1.051 votos, insuficientes para elegê-lo. Ah, bom!

Haja birita

O consumo de “cana” está acontecendo cada vez mais cedo na vida das pessoas. Pesquisa feita pela Associação Brasileira de Alcoolismo e Outras Drogas revela que o uso do álcool e do tabaco começa em torno de 12 anos de idade, em média. Cerca de 12,5% da população são dependentes de álcool. E o consumo de birita entre as mulheres aumentou 55% nos últimos 10 anos. Hic, hic!

Valdevan licenciado

Em respeito à legislação eleitoral, o deputado federal Valdevan Noventa (PL) se licenciou da presidência do Sindmotoristas para concorrer à reeleição. Em seu lugar, assumiu o sindicato dos rodoviários paulistas o secretário de formação e cultura da entidade, Valmir Santana da Paz, o popular “Sorriso”. Tendo reconquistado o mandato graças a uma decisão monocrática do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal, Valdevan desistiu de disputar o Senado, preferindo arriscar a reeleição. Há quem diga, porém, que a canetada do magistrado em favor de Noventa será apagada pelo colegiado do STF, que manterá a cassação do fidalgo. Danôsse!

Fechando a chapa

O PT deverá oficializar, esta semana, a pré-candidatura ao Senado de Valadares Filho, presidente estadual do PSB. Será durante a plenária da militância petista, marcada para sexta-feira próxima, em Aracaju. Quanto ao postulante a vice-governador na chapa encabeçada por Rogério Carvalho (PT), a indicação ficará para mais adiante. Antes disso, a cúpula petista espera tomar o comando do MDB de Jackson Barreto, visando aumentar o tempo da propaganda eleitoral da coligação e, naturalmente, os recursos para custear a campanha eleitoral. Crendeuspai!

Contrato milionário

A Centrais Elétricas de Sergipe (Celse) e a Transportadora Associada de Gás (TAG) assinaram um contrato para interligação do terminal de gás natural liquefeito (GNL) de Sergipe à malha de gasodutos de transporte. A expectativa é que a conexão demande investimentos de R$ 300 milhões e esteja em operação em 2024. Essa interligação permitirá que o gás importado pela Celse seja injetado na rede de gasodutos e possa ser retirado em qualquer outro ponto da malha nacional. Aff Maria!

Vapt-vupt

Aracaju é a capital do Brasil mais ágil para a abertura de novas empresas. Segundo o Ministério da Economia, para começar um novo negócio na capital sergipana, o empreendedor leva, em média, apenas oito horas. Pela avaliação do mesmo Ministério, Aracaju também ganha destaque na geração de novos postos de trabalho. O último Caged, com dados atualizados até abril passado, desde agosto de 2020, mostra que Aracaju tem mantido saldo positivo, contabilizando mais de 5.600 empregos gerados nos últimos 21 meses. Os postos de trabalho criados na capital representam mais de 50% da geração de emprego em Sergipe. Supimpa!

Frente a frente

Está marcado para amanhã o Diálogo Municipalista, que reunirá pela primeira vez os pré-candidatos a governador de Sergipe. Será a partir das 8 horas, no Del Mar Hotel, em Aracaju. Promovido pela Federação dos Municípios do Estado de Sergipe, o evento visa permitir que os postulantes ao governo digam o que pensam sobre temas como saúde, educação, segurança e relação institucional. Os organizadores alertam que não será aberto espaço para provocações e debates entre os pré-candidatos. Marminino!

Forró das traições

Nem todas as juras de amor e união eterna a serem feitas pelos políticos nestes festejos juninos, sobreviverão até a hora de a onça beber água. Muitas fotografias de “casais” flagrados juntinhos no animado Forró Caju servirão apenas para provar que nem tudo que se diga agora será verdade nas eleições de outubro. Claro que muitos brincantes ao redor da fogueira chegarão juntos ao altar eleitoral deste ano, porém outros selarão o divórcio antes das convenções partidárias. Quem viver, verá!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal aracajuano Folha da Manhã, em 30 de janeiro de 1938.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: