Anderson de Tuca: “Ninguém sabe qual a finalidade das faixas exclusivas em Aracaju”

Anderson de Tuca: “Ninguém sabe qual a finalidade das faixas exclusivas em Aracaju”
setembro 11 14:45 2018 Imprimir Conteúdo

 

Os problemas de infraestrutura nas vias da capital, ocasionados pelas faixas exclusivas de ônibus (faixas azuis) foi o assunto abordado pelo vereador Anderson de Tuca (PRTB) durante o Pequeno Expediente no Legislativo Municipal.

Em pronunciamento, o parlamentar destacou a decisão do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), ainda em 2016, sobre a retirada das placas de sinalização que exigem faixa única. “O TJ/SE foi bastante coerente quando ajuizou uma ação civil pública solicitando a retirada das placas de sinalização alegando que as faixas exclusivas só poderão ser colocadas após a conclusão das obras de implantação do BRT (Bus Rapid Transit), mas tanto o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Aracaju (Setransp), como a SMTT, mostram-se contrários à decisão. Sinceramente, não vejo vantagens, pelo contrário, o trânsito nas Avenidas Beira Mar e Tancredo Neves, por exemplo, onde contém a faixa, está cada dia mais caótico”, argumentou.

Na oportunidade, Anderson de Tuca solicitou que o novo secretário interino da SMTT, Renato Telles, dê uma atenção especial para essa questão. “Os órgãos, em especial a SMTT, deveriam avaliar alguns aspectos antes de querer manter, a todo custo, essa sinalização. Já que a SMTT faz tanta questão da permanência das faixas, que assuma a responsabilidade por inteiro. Entendo que devemos pensar de forma coletiva, mas para manter essas vias exclusivas, é preciso ter infraestrutura”, finalizou.

Por Camila Sousa

  Editoria: