Alessandro quer convocar Anvisa e Butantan para explicar vacinas

Alessandro quer convocar Anvisa e Butantan para explicar vacinas
novembro 10 16:34 2020 Imprimir Conteúdo

Nesta terça-feira (10), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou no Senado Federal um convite para o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, e para o diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, comparecerem à Casa para prestar esclarecimentos sobre o andamento das pesquisas para o desenvolvimento da vacina contra o coronavírus (Sinovac e AstraZeneca). Amanhã a Comissão Mista Especial da Covid-19 do Congresso Nacional se reúne extraordinariamente para apreciar o requerimento.

No documento, o senador sergipano destaca que nos últimos dias os brasileiros têm acompanhado com preocupação os desdobramentos das pesquisas para o desenvolvimento de vacinas que, caso aprovadas após estudos clínicos e trâmites de validação por parte do poder público, deverão ser disponibilizadas para a população brasileira, como forma de conter a disseminação da Covid-19. O vírus até o momento tirou a vida de mais de 160 mil brasileiros.

Recentemente, após suspensão, por parte da Anvisa, das pesquisas para a validação do imunizante que vem desenvolvendo em parceria com o laboratório chinês Sinovac, o Instituto Butantan emitiu nota afirmando que “foi surpreendido (…) com a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que está apurando em detalhes o que houve com o andamento dos estudos clínicos da Coronavac”.

Em setembro deste ano, o estudo da fase 3 da vacina de Oxford, em colaboração com o laboratório AstraZeneca, também chegou a ser interrompido. A suspensão durou cerca de 4 dias e aconteceu após um dos voluntários da testagem ter sofrido um episódio de reação adversa no Reino Unido.

“É natural e desejável que interrupções nas pesquisas sejam feitas sempre que necessário para que a segurança da população que virá a ser imunizada seja plenamente resguardada. No entanto, não é aceitável que possíveis disputas políticas possam atrasar uma medida tão aguardada como a distribuição da vacina que, esperamos, poderá facilitar e impulsionar a normalização da situação de calamidade que enfrentamos no momento”, alertou Alessandro Vieira.

Por esse motivo, o senador Alessandro acredita que ser fundamental para os brasileiros e parlamentares ouvirem do presidente da ANVISA, Antônio Barra Torres, e do presidente do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, maiores esclarecimentos sobre o andamento atual das pesquisas e possíveis entraves que possam dificultar seu avanço

Fonte e foto assessoria

  Editoria: