Agrônomo Haroldo Filho toma posse como superintendente Federal da Agricultura em Sergipe

Agrônomo Haroldo Filho toma posse como superintendente Federal da Agricultura em Sergipe
julho 05 16:34 2019 Imprimir Conteúdo

 

Nessa sexta-feira, dia 5, o deputado federal Laércio Oliveira participou da solenidade de posse do engenheiro agrônomo Haroldo Araújo Filho, no cargo de superintendente Federal da Agricultura do Estado de Sergipe, órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A solenidade ocorreu na sede da instituição em Aracaju.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é responsável pela gestão das políticas públicas de estímulo à agropecuária, pelo fomento do agronegócio e pela regulação e normatização de serviços vinculados ao setor. No Brasil, o agronegócio contempla o pequeno, o médio e o grande produtor rural e reúne atividades de fornecimento de bens e serviços à agricultura, produção agropecuária, processamento, transformação e distribuição de produtos de origem agropecuária até o consumidor final.

O superintendente Haroldo Araújo é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal de Sergipe, pós-graduado em irrigação e com curso de aperfeiçoamento em Regulação Fundiária pela Unicamp. Ele começou seu discurso agradecendo aos familiares, amigos e a Deus. “Conheci Laércio quando fui a Brasília para tentar ver uma audiência que estava pendente na comissão de trabalho e o vice-presidente era o deputado Laércio. Eu não o conhecia e fui conversar com ele para ver se ele tinha como destravar essa audiência pública, e por causa dele, essa audiência pública aconteceu e de lá pra cá, eu comecei essa amizade e eu como cidadão comecei a enxergar em Laércio um agente público e político de transformação”, disse Haroldo.

“Estou motivado e aceito esse desafio que não é só meu, mas de toda equipe do Mapa. É possível promover desenvolvimento da atividade rural sem demonizar nenhuma categoria de produtores, afinal somos todos produtores rurais brasileiros, com muito orgulho. Temos vários desafios seja no âmbito municipal, estadual ou federal e juntos precisamos”, disse.

O deputado Laércio começou seu discurso pedindo um minuto de silêncio em decorrência do que aconteceu ontem no Simpósio de Oportunidades do Gás. “A gente não entende, sofre ao ver um amigo, uma pessoa próxima chegar ao extremo de tirar sua própria vida. Então, lamento muito e sei o quanto a família sofre nesse momento e agora a gente tem que juntar os caquinhos da vida e fazer uma reflexão para honrar a vida daquele amigo”, citou Laércio em tom de emoção.

“Desejo a Haroldo uma excelente gestão e que siga buscando melhorias para a instituição para que possa desenvolver um trabalho ainda melhor para o homem do campo. Sabemos que o agronegócio movimenta o Brasil e a agricultura familiar está presente na mesa de todos nós. Encerro o meu discurso citando a frase do deputado Zezinho Sobral: o campo é solidário. Essa expressão é muito forte e vocês que trabalham aqui precisam lembrar sempre disso. Eu desejo muito sucesso a vocês e que façam a sua parte ajudando ao nosso estado. O outra fala que achei muito importante no dia de hoje foi a de Haroldo, quando ele lembrou que a sociedade é viciada no estado. Essa é a pregação que eu faço todos os dias. A gente precisa debelar esse vício. O estado não pode fazer tudo, tem que cumprir seus princípios constitucionais, o restante é a sociedade que tem que fazer sem depender do estado”, disse.

Estavam presentes na solenidade o deputado estadual Zezinho Sobral, o secretário de Meio Ambiente do município, Alan Lemos, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (Faese), Ivan Sobral, o superintendente que estava como interino na Superintendência Federal da Agricultura, André Barreto, o prefeito de Boquim Eraldo Andrade, o presidente da Associação de Engenheiros Agrônomos de Sergipe (AEASE), Fernando de Andrade, e demais representantes das áreas que envolve o Mapa.

Por Elenildes Mesquita

  Editoria: