A polícia chora

janeiro 13 15:36 2018 Imprimir Conteúdo

A polícia chora Homem de bem, policial exemplar e desejo: se aposentar para cuidar ainda mais da sua família. E falta pouco: muito pouco. Mas a violência sem precedentes que vive o Estado de Sergipe não permitiu que o sargento Gilson realizasse esse sonho. Acostumado ao trabalho nas ruas, combatendo bandidos, quis o destino que morresse na porta de casa, quando estava de folga. Uma cena inimaginável pelos seus familiares e amigos que, como toda Polícia Militar, choram a morte do seu herói. Quem teria disparado o tiro certeiro que tirou a vida do sargento? Claro eu nossa polícia dará uma resposta rápida, prendendo esse assassino. Mas a pergunta é: até quando ele estará atrás das grades? Quanto tempo será necessário para que ele ganhe uma “saidinha de Natal” e tire a vida de mais um pai de família? Por certo, os próprios colegas da vítima sabem que não demora muito e poderão encontrar com ele nas ruas, livre como um passarinho, e bem armado, como todos os bandidos. Até quando o povo brasileiro, e em particular, os sergipanos serão obrigados a conviver com tanta violência? Por que o menor Estado da Federação é um dos mais violentos? Por que será que nossos congressistas não voltam a sua atenção para criar leis que possam punir exemplarmente esses bandidos que não pensam duas vezes para tirar a vida de um cidadão? Quando realmente vão investir na reforma do sistema prisional brasileiro? São tantas as perguntas sem resposta, que só servem para nos dar a certeza que o povo continuará sendo presa fácil para a bandidagem. É triste dizer, mas na verdade o latrocínio que vitimou o sargento Gilson é apenas mais um que já se tronou estatística. Nada mais!

NOVIDADE?

A notícia dando conta que o deputado federal Valadares Filho (PSB) está com seu nome a disposição para disputar o Governo do Estado foi tratada como uma grande novidade. A coluna para afirmar com toda certeza: não é. E não é porque há mais de dois meses atrás, quando estava sendo entrevistado no programa Jornal da Ilha, o âncora fez essa pergunta e ele respondeu que se fosse necessário para unir a oposição, aceitaria o desafio. Valadares Filho é um jovem político, com um passado irretocável e uma atuação destacada na Câmara dos Deputados. Isso sem contar que disputou duas eleições para a prefeitura de Aracaju e foi muito bem votado. Reúne todas as condições para disputar o cargo, com chances de vitória.

PÉ NA ESTRADA

Qual o cargo que o deputado federal André Moura disputará em 2018 ainda não se sabe. Mas uma coisa é certa: nenhum um outro político está viajando tanto e participando de tantos eventos, como ele. Incansável, o líder do governo no Congresso Nacional parece estar em vários locais ao mesmo tempo e sempre muito bem acompanhado de prefeitos e outras lideranças, das mais diversas cidades do interior.

EM ITABAIANA

O prefeito Valmir de Francisquinho (PR) confirmou para o próximo dia 20, uma grande solenidade para assinar ordens de serviços de várias obras. Os convidados especiais serão o senador Eduardo Amorim (PSDB) e o deputado federal André Moura (PSC). São 20 milhões que serão investidos em obas de saneamento básico nos bairros e povoados de Itabaiana. Muitas lideranças já confirmaram suas presenças e Valmir deve aproveitar a oportunidade para confirmar a pré-candidatura do seu filho, Talysson Costa, a deputado estadual.

SANTOS REIS

A festa de Reis em Japaratuba deve ser uma das mais concorridas. Muitos prefeitos de vários municípios sergipanos confirmaram presença e verdadeiras caravanas de vereadores estão sendo preparadas para prestigiar o evento. Tudo em gratidão ao esforço do deputado federal André Moura (PSC) em ajudar na liberação de verbas, sem contar com emendas dele próprio, que têm proporcionado uma séria de obas nestas cidades. André é esposo da prefeitura, Lara Moura (PSC), que está preparando uma grande recepção para as autoridades.

ADELSON

Apesar de todo desgaste com o envolvimento do seu nome no desvio de verbas de subvenção da Assembleia Legislativa, o deputado federal Adelson Barreto (PRB), continua sendo um dos mais citados em todas as pesquisas de intenção de votos numa possível tentativa de reeleição. Adelson continua desenvolvendo um intenso trabalho social, focado principalmente no atendimento a pessoas com problemas de saúde.

ADELSON II

E o prestígio de Adelson Barreto não para por aí: Seu sobrinho, que faz questão de dizer que é filho, apesar de não abrir a boca para nada e de um mandato frio, quase gelado, também é citado nas pesquisas para deputado estadual. Os números acabam mostrando que o eleitor parece não dar muito valor a político atuante, que usa a tribuna constantemente. Mesmo aqueles que se destacam pela defesa dos interesses da população, que dão a cara contra o poder, são obrigados a investir muito para garantir uma reeleição. Venâncio Fonseca (PP), que o diga.

SUKITA NA AL

Ainda este mês é possível que o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (PHS), finalmente ganhe o direito ao mandato, para o qual foi eleito com mais de 30 mil votos. Sukita não assumiu porque, à época, o seu partido, PSB, conseguiu provar que ele renunciou à candidatura. Como a Polícia Federal reconheceu que é falsa a assinatura da tal carta renúncia, seu advogado, Emanoel Cacho, acredita que não existe mais razão para mantê-lo fora da Assembleia Legislativa.

CONCURSO

Nesta sexta-feira, 12, será publicado o Edital do concurso para preenchimento de vagas na Assembleia Legislativa de Sergipe. O presidente, deputado Luciano Bispo, ao confirmar a publicação, afirmou que é importante a atenção, por parte dos candidatos, para não perderem prazos. Luciano também informou que as provas serão realizadas no dia 22 de abril e no dia seguinte a Fundação Carlos Chagas vai divulgar o gabarito.

CABO AMINTAS

O vereador Cabo Amintas disse que está tranquilo com relação ao julgamento por tentativa de homicídio, adiado para data ainda não definida. Segundo ele, todas as evidências apontam para a absolvição até porque não foi ele quem atirou e muito menos criou a situação de desentendimento entre o atirador e a vítima. Amintas diz ainda que o processo estava prado há anos e voltou à tona, graças a sua atuação política contra os poderosos. Sem citar nomes, o vereador acredita que tem muito a ver com sua denúncia de assédio sexual que teria sido praticado pelo secretário de Estado da Saúde, José Almeida Lima.

TRÂNSITO

Nem mesmo a presença de agentes consegue resolver os congestionamentos nas portas de vários colégios da Rede Particular de Ensino. Muitos pais desrespeitam frontalmente as leis de trânsito e além e parar em fila dupla, descem do carro e levam seus filhos dentro da escola, enquanto o veículo fica parado no meio da rua. Um abuso que a SMTT não consegue combater. Nos horários de entrada e saída o problema se repete todos os dias. Até quando?

OBRA PARADA

A obra de mudança de fachada da Assembleia Legislativa está “paradinha da silva”. A empresa que ganhou a concorrência não conseguiu concluir o trabalho e deixou o canteiro de obras. Até o momento a direção da AL não se pronunciou oficialmente sobre o que será feito. Nunca é demais lembrar que o órgão pagou mais de 70 mil reais somente pelo projeto arquitetônico.

  Editoria: