A maré de sapos do TCE

A maré de sapos do TCE
maio 09 08:11 2022

Por Adiberto de Souza *

O Tribunal de Contas de Sergipe terá que exonerar os seus comissionados que exercem a função de auditor de controle externo, pois segundo decisão do Supremo Tribunal Federal, essa prática fere frontalmente a lei. A decisão ocorreu dias após o senador e pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT) ter denunciado que um conselheiro do TCE estaria botando a faca no pescoço de um prefeito que o apoia. O também senador Alessandro Vieira (PSDB) foi à Justiça denunciar o conselheiro Ulices Andrade por exercício indevido de atividade político-partidária. É por demais estranho que um órgão criado para ser estritamente técnico seja acusado de envolvimento político. As denúncias contra o TCE podem ser inverídicas, mas é fato que vários conselheiros têm herdeiros com mandatos de deputados. É papel da sociedade exigir que se apure até que ponto os filhos e cônjuges interferem nas decisões dos conselheiros e das conselheiras – se é que o fazem – para beneficiar chefes políticos acusados de crimes administrativos os mais diversos. Misericórdia!

Definindo companhias

O Republicanos reunirá seus presidentes regionais para definir sobre apoios e coligações. Marcada para amanhã, em Brasília, a reunião decidirá se os diretórios regionais estão livres para apoiar quem quiser aos governos estaduais ou se serão orientados a subir nos palanques dos candidatos majoritários alinhados com o Palácio do Planalto. Nem precisa dizer que o postulante ao governo de Sergipe, Valmir de Francisquinho (PL), torce para o Republicanos ser orientado a se coligar com o Partido Liberal. Aguardemos, portanto!

Padrinho prejudica

Segundo da lista tríplice da qual sairá o futuro ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o advogado sergipano Fabrício Medeiros tem um “padrinho” que pode prejudicá-lo na escolha a ser feita pelo presidente da República. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o causídico teve o apoio do ministro do Supremo Tribunal federal, Alexandro de Moraes, “eleito” por Bolsonaro como um dos principais inimigos do Palácio do Planalto. Além disso, Fabrício foi advogado do extinto DEM e é próximo do ex-presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (PSD), outro desafeto político do capitão de pijama.  Danôsse!

Mal acompanhado

O pré-candidato a governador de Sergipe, Valmir de Francisquinho (PL), pode dar com os burros n’água. A previsão é do editor do Jornal do Dia, Gilvan Manoel. Em artigo publicado neste domingo, o jornalista escreve que “Ao lado de figuras como Valdevan e Edvan Amorim, e ainda defendendo o presidente Jair Bolsonaro, Valmir de Francisquinho pode se decepcionar. Apesar de eleições surpreendentes para o legislativo, como ocorreu com o senador Alessandro Vieira em 2018, o eleitorado sergipano é conservador na escolha de seus governantes”. Cruzes!

Apagou velinhas

Quem apagou velinhas foi o ex-governador Jackson Barreto (MDB). O distinto completou 78 anos bem vividos na última sexta-feira e teve o aniversário muito festejado pelos parentes e a amigos. O governador Belivaldo Chagas (PSD) foi às redes sociais parabenizar o aliado político. Segundo ele, Jackson é “umas das figuras políticas mais importantes da história de Sergipe e de tantos serviços prestados no desenvolvimento do nosso estado”, escreveu. O melhor presente de aniversário que o governador poderia ter dado a JB era anunciá-lo como pré-candidato a senador pelo grupo situacionista. Marminino!

Indecisão no Saramandaia

O grupo político Saramandaia, liderado pela família Reis, ainda não decidiu quem substituirá a deputada estadual lagartense Goretti Reis (PSD), que desistiu de disputar a reeleição. Sobrinho da parlamentar, o ex-deputado federal Sérgio Reis (PSD) está cotado para ocupar o lugar da tia, porém pediu um tempo para pensar. Nem precisa dizer que esta indecisão levou o deputado federal Gustinho Ribeiro (Republicanos), integrante do grupo Bole-Bole, a tirar onda com os adversários. Segundo ele, a desistência de Goretti expõe a decadência política do “Saramandaia”. Crendeuspai!

Latas velhas

Ônibus superlotados representam a principal queixa de quase 60% dos internautas. Estudo do projeto Comunica que Muda mostra que, do total de mensagens sobre ônibus nas redes sociais, 72% faziam uma avaliação negativa desse meio de transporte. Mais de 40% dos internautas demonstraram desejo de comprar um carro ou moto para fugir do transporte coletivo. E as empresas de ônibus ainda querem aumentar o preço da já elevadíssima passagem cobrada na Grande Aracaju. Só Jesus na causa!

Ficha limpa

A Lei da Ficha Limpa deve ser aplicada com toda serenidade, imparcialidade e rigor quando os postulantes a cargos eletivos forem registrar as suas candidaturas. Pelo menos é o que se espera dos juízes e juízas eleitorais. Naturalmente, muitos políticos fichas sujas vão contratar famosos escritórios de advocacias na tentativa de driblar a Lei da Ficha Limpa, concebida com o objetivo de separar o joio do trigo. Além da ação dos magistrados e magistradas, o povo também deve ficar atento para punir nas urnas quem pretende se eleger visando unicamente se locupletar com o dinheiro público. Home vôte!

Perdeu apoio político

Veja o que publicou no Jornal da Cidade a amiga Thaís Bezerra: “O pré-candidato a governador Rogério Carvalho (PT) jamais terá o apoio dos deputados federal Gustinho Ribeiro (Republicanos) e estaduais Jeferson Andrade (PSD) e Vanderbal Marinho (PSC). Tudo porque o petista afirmou que um conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe estaria ameaçando prefeitos que votam com ele. Sem querer, Rogério contrariou os deputados que são, respectivamente, filhos e esposo dos conselheiros Luiz Augusto Ribeiro, Ulices Andrade e Angélica Guimarães”. Vixe!

Vandalismo preocupa

O vereador Fabiano Oliveira (PP) está preocupado com os constantes furtos de cabos dos semáforos de Aracaju. Segundo ele, somente este ano os criminosos já levaram mais de 4 mil metros de cabos das sinaleiras da capital. “É preciso coibir este vandalismo que afeta a mobilidade urbana, os cofres públicos e causa danos aos equipamentos”, discursa o parlamentar. Além de deixar os semáforos sem funcionar, os ladrões também furtam a fiação elétrica deixando parte da cidade às escuras. Lastimável!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju, em 28 de outubro de 1932.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: