A direita de Sergipe vai às urnas desunida

A direita de Sergipe vai às urnas desunida
maio 27 08:03 2022

Por Adiberto de Souza *

É certo que na disputa eleitoral deste ano a direita vai montar mais de um palanque em Sergipe. As desavenças ocorridas entre os direitistas na campanha de 2020, impede que eles se unam agora em torno de uma única chapa majoritária. As feridas ainda estão bem abertas. Como imaginar, por exemplo, o deputado estadual Rodrigo Valadares (UB) no mesmo palanque da delegada Danielle Garcia (Podemos), que na briga pela Prefeitura de Aracaju chamou o parlamentar de moleque e ainda perguntou quem era ela na fila do pão? E o Movimento Direita Sergipana, apoiará Valmir de Francisquinho (PL) ou João Fontes (PTB) para o governo estadual? Talvez nem um dos dois! Portanto, mesmo sabendo que divididos ficarão ainda mais fracos eleitoralmente, os direitistas devem apresentar vários candidatos ao governo estadual e ao Senado. É possível suspeitar, portanto, que essa desunião pode levar a direita a dar com os burros n’água, tal qual ocorreu na disputa pela Prefeitura de Aracaju, vencida por comunista. Marminino!

Demitidos e presos

O Psol divulgou nota propondo a demissão e a prisão dos quatro policiais rodoviários federais responsáveis pela abordagem feita a Genivaldo de Jesus Santos. Ele morreu por asfixia após ser colocado do porta-malas da viatura e inalado gás tóxico. Segundo o partido, da polícia são esperadas práticas que garantam os direitos coletivos e individuais ao invés de combater o cidadão. Ocorrida no interior de Sergipe, a morte de Genivaldo está sendo apurada pela Polícia Federal. Crendeuspai!

Polícia violenta

Sergipe detém o 3º maior índice de mortes por intervenção policial do país, conforme levantamento feito com base em dados de 2020. O Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela que o estado tem taxa de 8,5 óbitos nas ações da polícia por cada 100 mil habitantes, ficando atrás apenas do Amapá (13) e de Goiás (8,9). Reportagem publicada ontem, pelo site BBC Brasil, mostra que naquele ano, 196 pessoas foram mortas pela polícia sergipana, sendo 44 delas em Aracaju, o que torna a capital de Sergipe o 19º município do Brasil com maior número de mortes por intervenção policial. Home vôte!

Incógnita eleitoral

Faltando mais de quatro meses para as eleições, as pessoas já estão querendo saber quem se elegerá governador de Sergipe. A resposta é simples: hoje ninguém, pois ainda não há candidaturas postas. Ademais, deve-se levar em conta que o pleito estadual passa, necessariamente, pela disputa presidencial: terá mais chance de se eleger quem estiver no mesmo palanque do candidato favorito à Presidência. Portanto, aguardemos as definições das candidaturas de cá e de lá para avaliar com maior clareza quem terá mais chance de se eleger governador. O contrário disso, é querer colocar o carro diante dos bois. Aff Maria!

Livro na praça

Já está na praça a biografia do empresário Raimundo dos Santos, o dono da Farmácia Galeno e decano da Federação do Comércio de Sergipe. O lançamento do livro, escrito pela competente jornalista Mônica Pinto, ocorreu ontem. Segundo o presidente da Fecomércio, deputado federal Laércio Oliveira (PP), Sergipe deve muito ao espírito empreendedor de Raimundo da Galeno. “Nas páginas desta obra, conhecemos mais sobre esse homem admirável, com uma bela história de vida”, frisou o parlamentar. Supimpa!

Hipocrisia de Moro

O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, fez críticas indignadas à postura de Sergio Moro (União Brasil). O ex-juiz minimizou a ação criminosa da Polícia Rodoviária Federal no interior de Sergipe e que causou a morte por asfixia de Genivaldo de Jesus Santos. “O Moro é um hipócrita. Isso é a cara dele. Violência policial não se dá por explosão espontânea. Ela se dá representando o Estado policialesco. E o Moro é o pai e a mãe do Estado policialesco”, apontou Kakay. Misericórdia!

Filosofia de Britto

Do sergipano Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal: “De certas pessoas não se espere beleza arrebatadora, mas somente fúria arrebentadora. Aprenderam com o mar só a segunda parte.”. É vero!

Ideias velhas

Na campanha eleitoral deste ano, o eleitor se reencontrará com as promessas de candidatos acostumados aos palanques. Tirando um ou outro pré-candidato em exposição na vitrine política, boa parte é velha conhecida dos eleitores sergipanos. Com raras exceções, todos vão ao próximo baile com as fantasias das festas anteriores. Em sua maioria, são figuras recauchutadas, tentando emplacar um discurso de novo. Ao eleitorado compete analisar cada proposta e rejeitar as falsas promessas, feitas e refeitas ao longo do tempo. Só Jesus na causa!

Novas federações

A Justiça Eleitoral aprovou, ontem, a criação de duas novas federações partidárias: uma formada por PSDB e Cidadania, e outra por PSOL e Rede Sustentabilidade. As legendas cumpriram todos os requisitos exigidos e apresentaram a documentação necessária. Na última terça-feira, o TSE aprovou o pedido de criação da federação formada por PT, PCdoB e PV, chamada de “Brasil da Esperança”. Os partidos de cada federação atuarão no Congresso pelos próximos quatro anos como se fossem uma sigla única. Então, tá!

A força da oncinha

Aquela onça residente na cédula de R$ 50 terá presença garantida na campanha eleitoral deste ano. Quando se aproximar o dia da votação, milhares de “onças” serão transportadas em malas pretas com o objetivo de mudar o destino dos votos. Claro que o Ministério Público e a Polícia vão tentar impedir a circulação das malas endinheiradas, porém muitas delas chegarão ao destino, influenciando criminosamente no resultado da eleição. Portanto, mesmo com a vigilância redobrada das autoridades, vai chegar a hora de a onça beber água. Marminino!

Petrobras em debate

O PDT sergipano promove, hoje, um debate sobre “o legado trabalhista e a Petrobras”. Será a partir das 15h, no plenário da Assembleia Legislativa, centro de Aracaju. Entre os debatedores estará Henrique Matthiesen, coordenador do Centro de Memória do partido e responsável pela produção do Volume 19 das Cartilhas Trabalhistas, inteiramente dedicado à estatal. Segundo o deputado estadual Zezinho Sobral (PDT), a Petrobras precisa ter condições, preço e distribuição para garantir que a população tenha acesso digno a um botijão de gás, a gasolina e a todos os produtos derivados. Ah, bom!

As asas do pato

De um bebinho, eleitor ferrenho de Valmir de Francisquinho, lendo no zap que “o pato é rouco, mas avua alto!!:  – Abra a guarda quém, quém…, que lhe cortam as asas!. Cruzes!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal aracajuano Folha de Sergipe, em 15 de agosto de 1907.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: