39 anos Cohidro: serviços priorizam permanência e produção no campo beneficiando

abril 13 06:41 2022

Dia 13, comemoram 403 servidores, 14 mil beneficiários dos perímetros, 3.500 empregados no Platô de Neópolis e população rural atendida por poços e barragens

Uma empresa jovem, mas que se orgulha dos seus quase 40 anos de serviços prestados à população sergipana. O sentimento resume o que pensa quem faz a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), que completa 39 anos de criação neste dia 13 de abril. Seja perfurando e instalando cerca de 4 mil poços para a captação de água subterrânea; utilizando, fornecendo ou recuperando barragens de grande a pequeno porte para abastecimento humano, dessedentação animal e irrigação. Nos perímetros irrigados estaduais, 1.804 lotes agrícolas recebem água para a produção que superou 90 mil toneladas em 2021. Já no Platô de Neópolis, administrado por concessões públicas da Cohidro, a produção média anual é de 370.000 toneladas. E o investimento continua, o programa estadual Pró-Campo prevê R$ 15,3 milhões em ações que passarão pela companhia estadual a partir deste ano.

Ozeias Beserra é um dos agricultores irrigantes de Canindé de São Francisco assistidos pela companhia vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri). Para ele, é importante a parceria que a Cohidro tem com os produtores. “Aqui, no Alto Sertão de Sergipe, ela vem nos dando água o ano todo. Também prestando assistência técnica aos pequenos produtores, para que produzam seu alimento”, acrescenta. No Perímetro Irrigado Califórnia, há 35 anos em atividade, o esforço da empresa pública é em manter a estrutura funcionando. Para isso, recuperou quatro estações de bombeamento (EBs) e tem do Pró-Campo o sinal verde para investir nas duas restantes. “Nós sabemos da dificuldade, mas são em todas as áreas. Mas é muito importante o apoio da Cohidro e do Governo do Estado aqui para o Califórnia. Se não fossem eles, a ajuda e parceria que a gente tem, nós não teríamos este resultado”.

São R$ 981.515,83 do Pró-Campo destinados para a recuperação da estrutura civil e mecânica das EBs 05 e 07, do Califórnia, e 02 do Perímetro Irrigado Piauí, em Lagarto. Para o diretor-presidente da Cohidro, Paulo Sobral, a empresa pública vai completar seus 40 anos, em 2023, já com uma cara nova. “O volume de investimentos que a Cohidro está protagonizando agora, quando completamos 39 anos, é provavelmente o maior desde que cinco, dos seis perímetros irrigados, foram entregues em 1987. E vai muito além dos perímetros de irrigação. São cerca de R$ 16,5 milhões entre Pró-Campo e emendas parlamentares para perfuração ou recuperação de poços e sistemas de abastecimento de água no campo. Ao mesmo tempo em que há a previsão de recuperarmos 1.021 barragens de terra, em regiões em situação de emergência pela falta de chuvas. Trabalho que iniciou na Barra da Onça, em Poço Redondo”, informou.

“O investimento nos perímetros é necessário, para que a história de sucesso, na produção de alimentos e geração de renda tenha continuidade. Mais da metade dos produtos da cesta básica de Aracaju, a mais barata do Brasil, tem influência direta nesta produção”, avaliou o diretor de irrigação da Cohidro, João Fonseca. “Fizemos um esforço extra para que os recursos próprios pudessem, além de manter o funcionamento, fazer a revitalização das EBs. E, agora, o Pró-Campo vem dar este fôlego extra para concluirmos este trabalho”, avaliou o diretor Administrativo e Financeiro da empresa, Jean Nascimento. “Sem dúvida, será nos sistemas de abastecimento e barragens o maior volume de investimentos recebidos do Pró-Campo, ampliando esta nossa atuação de levar água e dignidade às famílias que vivem e produzem no campo”, acrescentou a diretora de Infraestrutura Hídrica da Cohidro, Elayne de Araújo.

Orgulho

Assistente administrativa da Cohidro, Luciene Pinto, guarda de cabeça a data de sua admissão na empresa: 04 de julho de 1983. “Eu me sinto mais que orgulhosa fazendo parte desta empresa. Porque, para mim, não é só um trabalho. Ela é minha mãe, é quem me deu tudo, minha casa, pude criar meus filhos, tudo. E acredito que ela cresça ainda mais daqui para frente. Até porque nós hoje temos um grupo especializado que tem dado muito resultado em poços e nos perímetros irrigados,” avalia.

Para o administrador Ceciliano Gama, é importante comemorar os resultados obtidos nesses 39 anos. “É uma empresa estadual de vital importância à sociedade, com seus perímetros irrigados, produzindo hortifrutigranjeiros. E seus poços tubulares, levando água de qualidade aos mais carentes, evitando assim a mortalidade infantil e o êxodo rural. E, hoje, eu sou o que sou, graças a essa gloriosa empresa, e me sinto orgulhoso em fazer parte dela”, ressalta o também funcionário.

Foto: Fernando Augusto

Da assessoria

  Editoria: